Notícias do Amazonas que foram destaque em 2012



Cheia histórica, eleições, incêndios e sexo em escola fazem parte da lista.
Notícias divulgadas pelo G1 AM tiveram ampla repercussão nacional.

G1 Amazonas lista os fatos que foram destaque em 2012 (Foto: Reprodução/G1 AM)G1 Amazonas lista os fatos que foram destaque em 2012 (Foto: Reprodução/G1 AM)
Esses eventos foram alguns dos que mais repercutiram no G1 Amazonas durante o ano, assim como os incêndios de grande proporção que destruíram casas de comunidades carentes na capital, e pela polêmica causada com os afogamentos na praia da Ponta Negra. Confira os principais destaques na retrospectiva do G1.
Pleito polêmico
Artur Neto e Vanessa Grazziotin disputam a Prefeitura de Manaus (Foto: Mônica Dias/G1 AM)Artur Neto e Vanessa Grazziotin disputaram a
Prefeitura de Manaus (Foto: Mônica Dias/G1 AM)
Uma eleição marcada por polêmicas. Assim foi o período que antecedeu a escolha do tucano Artur Neto como o novo prefeito de Manaus. Já no início do ano, o atual gestor da capital, Amazonino Mendes, descartou a possibilidade de concorrer à reeleição. 
As pré-candidaturas também foram um capítulo à parte. A deputada federal Rebecca Garcia (PP) saiu na frente com o apoio do governador Omar Aziz (PSD) e do senador Eduardo Braga (PMDB). No entanto, em junho, Garcia desistiu de se candidatar, alegando "não estar disposta a passar por ataques pessoais durante a disputa". Em seu lugar, a senadora comunista Vanessa Grazziotin foi confirmada como candidata do governo.
Já Artur recrutou o vereador Hissa Abrahão (PPS) como vice de sua chapa. Em maio, Hissa havia confirmado a sua candidatura à Prefeitura da cidade. Além de Vanessa e Artur, também se candidataram ao pleito o ex-prefeito Serafim Côrrea (PSB), Henrique Oliveira (PR),  Sabino Castelo Branco (PTB), Pauderney Avelino (DEM), Luiz Navarro (PCB), Herbert Amazonas (PSTU) e Jerônimo Maranhão (PMN).
Durante boa parte do primeiro turno, o prefeito Amazonino Mendes ficou ausente de Manaus, por conta problemas de saúde. Amazonino ficou internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. O prefeito passou por um cateterismo, uma cirurgia no miocárdio e uma angioplastia. Nesse período, ele esteve afastado da Prefeitura por 46 dias
Vanessa Grazziotin logo após sofrer agressão na chegada a debate de televisão (Foto: Mário Oliveira/Em Tempo)Vanessa Grazziotin logo após sofrer suposta
agressão na chegada a debate de televisão
(Foto: Mário Oliveira/Em Tempo)
Durante a campanha eleitoral, o "episódio do ovo" ganhou manchetes não só em Manaus, mas em todo o país. Ao chegar para um debate na TV Em Tempo, Vanessa Grazziotin teria sido atingida por ovos e cuspe.
No dia 7 de outubro, as eleições levaram mais de dois milhões de amazonenses às urnas, o que reflete um crescimento de 6,60%. Como já era previsto, Artur eVanessa foram os mais votados e seguiram para a disputa do segundo turno. Dentre os 38 vereadores eleitos, o campeão de votos foi Reizo Castelo Branco (PTB), com 18.109.
No interior do Estado, o Partido Social Democrátido (PSD), do governador Omar Aziz, conquistou 23 prefeituras, nos municípios de Anamã, Anori, Barreirinha, Benjamin Constant, Beruri, Borba, Caapiranga, Carauari, Careiro da Várzea, Codajás, Eirunepé, Fonte Boa, Itacoatiara, Juruá, Manicoré, Parintins, São Paulo de Olivença, São Sebastião do Uatumã, Silves, Tapauá, Tefé, Tonantins e Urucará. A votação mais expressiva da legenda foi a do prefeito eleito de Paritins, Alexandre da Carbrás, que contou com o apoio de 21.087 eleitores.
Para o segundo turno, Artur Neto conseguiu o apoio de três adversários da primeira etapa,Henrique OliveiraPauderney Avelino e Serafim Côrrea. Enquanto isso, Sabino Castelo Branco anunciou aliança com Vanessa Grazziotin.
O segundo turno das eleições foi realizado no dia 28 de outubro. Logo cedo, o prefeito Amazonino Mendes admitiu voto em Artur.
Artur comemora com eleitores e correligionários na sede do TRE-AM (Foto: Frank Cunha/G1 AM)Artur comemora com eleitores e correligionários na sede do TRE-AM (Foto: Frank Cunha/G1 AM)
O resultado das eleições foi confirmado às 17h31, com a vitória do tucano, que recebeu 65,95% dos votos válidos, contra 34,05% de Vanessa. Em entrevista após a confirmação de sua derrota, a comunista afirmou que "a derrota não faz parte da sua vida". Já o prefeito eleito, que volta à administração municipal depois de vinte anos, disse estar orgulhoso e agradecido com a votação. Após a divulgação do resultado, Artur comemorou a vitóriacom uma festa na Cidade Nova, Zona Norte da cidade.
Fatos que repercutiram
Emocionada, mulher se despediu do sargento beijando o caixão (Foto: Camila Henriques/G1 AM)Emocionada, mulher se despediu do sargento beijando o caixão (Foto: Camila Henriques/G1 AM) 
A morte do soldado manauense Fábio dos Santos Maciel, que caiu sobre uma tulipa de vidro após a festa do próprio casamento no Rio de Janeiro, em novembro, teve repercussão nacional. O enterro de Maciel, que contou com honrarias militares, foi marcado pela emoção dos seus amigos e parentes, especialmente da viúva, que se despediu do soldado com um beijo no caixão.
A polêmica apresentação de quatro alunos nus na Universidade Federal do Amazonas (Ufam), durante a acolhida aos calouros do curso de Licenciatura em Artes Plásticas da instituição, foi bastante comentada, assim como o "arco-íris" formado pelos baldes de tinta carregados em um caminhão tombado na Zona Centro-Sul de Manaus, no final de agosto. A descoberta de uma urna antiga com um esqueleto humano no quintal de uma casa na Zona Sul da cidade foi outro destaque no portal em 2012.
Caminhão carregado de tinta tomba em cruva e pinta um 'arco-íris' no asfalto, em Manaus (Foto: Tiago Melo/G1 AM)Caminhão carregado de tinta tombou em cruva e pintou 'arco-íris' no asfalto, em Manaus (Foto: Tiago Melo/G1 AM)
O interior do Estado também rendeu notícias, como a do motociclista que atravessava a pista de pouso do município de Pauini, a 932 km de Manaus, e foi decapitado ao ser atingido por um avião, e a do homem que andava nu pelas ruas do município de Apuí, distante 476 km da capital amazonense, e foi preso sob suspeita de importunação ofensiva ao pudor e ameaça às mulheres da região.
A natureza também se manifestou em 2012. Em Iranduba, a 27 km de Manaus, foi observado  que grandes teias tecidas por milhares de aranhas do gênero 'anelosimus' estavam cobrindo as árvores do município. O fenômeno tem início a cada três meses.
Aranhas estão inseridas no grupo das aranhas sociais. (Foto: Reprodução/ TV Amazonas)Aranhas estão inseridas no grupo das aranhas sociais (Foto: Reprodução/ TV Amazonas)
Em Parintins, um homem comprou um iPhone 4S e recebeu uma encomenda inesperada no lugar do celular: uma pedra. O caso foi parar na 3ª Delegacia Interativa de Polícia do município, onde o rapaz registou um Boletim de Ocorrência contra a empresa. No portal e nas redes sociais, o caso foi bastante discutido.
Homem compra iPhone em loja eletrônica e recebe pedra no lugar do aparelho (Foto: Reprodução/TV AM)Homem compra iPhone em loja eletrônica e recebe pedra no lugar do aparelho (Foto: Reprodução/TV AM)
Outro fato de destaque no ano foi a briga entre as vereadoras Elizabeth Maciel (PSD) e Yolanda Andrade (PCdoB), no plenário da Câmara Municipal do município de Borba, a  150,68 km da capital. Durante a sessão, a representante do PSD acusou a comunista de ter recebido R$ 400 mil durante o período em que assumiu a presidência da Câmara e não ter prestado contas. Maciel teve seu pronunciamento interrompido por Andrade, que pediu que "calasse a boca" e atirou uma bolsa em sua direção, o que foi o estopim para a agressão física. O filho e o sobrinho da comunista também bateram em Maciel, que registrou a ocorrência da Delegacia de Polícia Civil do município.
Marcos Paulo em premiação no Teatro Amazonas (Foto: Divulgação/SEC-AM)Marcos Paulo, em sua última aparição pública, no
Teatro Amazonas (Foto: Divulgação/SEC-AM)
No meio artístico, muitas mortes surpreenderam os brasileiros, como a do ator e diretor Marcos Paulo. A sua última aparição, dois dias antes de falecer em decorrência de uma embolia pulmonar, foi em Manaus, no encerramento do Amazonas Film Festival. A reportagem conversou com o titular da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), Robério Braga, uma das últimas pessoas a ver o ator em vida, que disse não ter notado nenhuma diferença no comportamento e nem na saúde dele.
Policiais Militares são absolvidos após 13 horas de julgamento em Manaus (Foto: Mônica Dias/G1 AM)Policiais Militares são absolvidos após 13 horas de julgamento em Manaus (Foto: Mônica Dias/G1 AM)
Em agosto, dois soldados da Polícia Militar suspeitos de atirar em um adolescente um ano antes foram absolvidos após julgamento de 13 horas. A dupla, que estava presa no Batalhão da PM, se livrou das acusações de tentativa de homicídio qualificado, coautoria de roubo qualificado, comunicação falsa de crime e coautoria de tentativa de homicídio qualificado.
Gilmar Mendes afirma que reportagem da "Veja" é verdadeira (Foto: Mônica Dias/G1)Gilmar Mendes afirmou que reportagem da 'Veja'
é verdadeira (Foto: Mônica Dias/G1)
Em maio, durante visita a Manaus, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, falou ao G1 sobre a conversa que teve com o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva a respeito da CPI do Mensalão. "Não é problema meu", disse sobre repercussão de entrevista à revista 'Veja'.
Cheia, temporais e blecautes
Nove cemitérios do município estão submersos (Foto: Chico Batata/Agecom)Nove cemitérios no interior foram submersos durante a cheia histórica (Foto: Chico Batata/Agecom)
A cheia do Rio Negro, que bateu o recorde como a maior registrada nos últimos cem anos,atingiu 29,97 m em maio. O avanço dos rios na cidade fez com que fosse decretada situação de emergência. Em bairros como Glória, Presidente Vargas, São Raimundo, São Jorge, Educandos, Betânia e Raiz, várias casas ficaram submersas.
No Centro da cidade, os estragos foram visíveis em áreas como o terminal de ônibus da Matriz e a Praça do Relógio.  Algumas vias foram interditadas e o trânsito no local sofreu alterações.
Águas do rio Negro invadiram terminal de ônibus, no Centro de Manaus (Foto: Carlos Eduardo Matos/G1)Águas do rio Negro invadiram terminal de ônibus, no Centro de Manaus (Foto: Carlos Eduardo Matos/G1)
O fato preocupou os manauenses, assim como as fortes chuvas no final de 2012. Os temporais causaram prejuízos como alagamentosacidentes de trânsito e deslizamentos de barrancos.
A cidade também sofreu com cinco apagões durante o ano.  No dia 6 de janeiro, a capital ficou às escuras por três horas durante um temporal. Em março, um rompimento do cabo de para-raios em uma das estruturas de transmissão de energia da cidade interrompeu o fornecimento de energia elétrica por duas vezes em menos de 24h.
Apagão atingiu Manaus na noite desta terça-feira (18) e deixou as ruas no escuro (Foto: Chico Batata)Apagões atingiram Manaus e deixaram bairros no escuro (Foto: Chico Batata/Agecom)
Em setembro, a falta de energia elétrica atingiu toda Manaus durante o período noturno. Antes do blecaute, uma forte chuva caiu em quase toda a cidade, com muitos relâmpagos e trovoadas. Os municípios de Presidente Figueiredo, Iranduba e Manacapuru também enfrentaram um apagão.
No final de outubro, um forte temporal com ventania fez com que 25% da capital ficasse sem energia. Em alguns pontos da cidade, o blecaute durou até três dias. A tempestade rendeu à Amazonas Energia registro recorde de ocorrências - no total, cinco mil.
Árvores caíram e atingiram carros estacionados na rua (Foto: Aldenor Lima/VC no G1 )Árvores caíram e atingiram carros estacionados na rua (Foto: Aldenor Lima/VC no G1)
Na tarde de 27 de novembro, o fornecimento de energia elétrica foi interrompido e prejudicou o trânsito das cinco zonas de Manaus. Nas redes sociais, internautas publicam reclamações sobre a interrupção de energia em bairros, como Aleixo, Parque Dez, Dom Pedro, Betânia, São José, Coroado, Parque das Laranjeiras, Chapada, São Lázaro, Distrito Industrial, São Jorge. Santa Luzia, Adrianópolis, Nova Cidade e Cidade Nova.
Afogamentos na Ponta Negra
No total, 12 mortes já foram registradas na praia. (Foto: Mônica Dias)No total, 12 mortes já foram registradas na praia. (Foto: Mônica Dias/G1 AM)
inauguração da praia artificial da Ponta Negra, Zona Oeste da cidade, em junho deste ano, foi motivo de comemoração por parte dos manauenses. No entanto, não demorou muito para que o balneário começasse a ser temido pela população. Ao todo, foram registradas 12 mortes  por afogamento em menos de seis meses no local, de acordo com informações do Corpo de Bombeiros. O G1 procurou um especialista para analisar o caso, e foi constatado que  o número de óbitos na Ponta Negra é quatro vezes maior que o índice de mortes na praia de Cobacabana, no Rio de Janeiro, em oito meses.
No mês de setembro, a praia foi interditada para manutenção após nove acidentes fatais. Na ocasião, o titular do Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb), Manoel Ribeiro, criticou o consumo de bebidas alcoolicas e drogas por parte dos banhistas do local. "As pessoas devem cuidar da própria vida. O que não pode é encher cara e tomar banho na praia. Não pode encher a cara de cachaça ou de droga e tomar banho na Ponta Negra de noite, porque ele perde o equilíbrio e a noção da profundidade da praia e acaba ocorrendo o que está ocorrendo", disse Ribeiro.
Após melhorias e reforços na segurança, o local foi reaberto em outubro, com atraso de três semanas. Porém, mais quatro mortes foram registradas na praia, incluindo a de uma criança de 11 anos, que se afogou em uma profundidade de 4 a 5 metros.
No dia 22 de novembro, a Prefeitura confirmou uma nova interdição da praia. Em nota, o Implurb informou que "a medida decorre dos constantes afogamentos ocorridos no local, inclusive, com vítimas fatais, supostamente causados por falhas no aterramento da praia e ausência de infraestrutura adequada para o bom funcionamento da mesma".
Incêndios
O ano também foi marcado por incêndios de grandes proporções em comunidades carentes da capital, como a do Bariri, no bairro Presidente Vargas, Zona Centro-Sul de Manaus, no dia 18 de abril. Pelo menos 50 casas de madeira foram destruídas pelo fogo e mais de cem pessoas ficaram desabrigadas.
Incêndio de grandes proporções atingiu casas na manhã desta terça-feira, em Manaus (Foto: AVG/Rede Amazônica)Incêndio de grandes proporções atingiu casas na manhã desta terça-feira, em Manaus (Foto: AVG/Rede Amazônica)
Em novembro, a Comunidade Artur Bernardes, no São Jorge, Zona Oeste da cidade, foi atingida por um incêndio que deixou mais de 500 desabrigados. O igarapé nas proximidades do local foi utilizado pelos moradores das casas atingidas para salvar objetos pessoais e eletrodomésticos.
O Corpo de Bombeiros conseguiu controlar o fogo após três horas e as famílias foram encaminhadas para o Ginásio Ninimbergue Guerra, também no São Jorge, onde foram atendidas pela Superintendência de Habitação do Amazonas (Suhab).
Em dezembro foi implementada a última fase do programa Ronda no Bairro, em Manaus, que teve início no mês de fevereiro. O projeto dividiu a capital em 192 setores, distribuídos nas seis zonas geográficas – Norte, Sul, Centro-Sul, Leste, Oeste e Centro-Oeste. A proposta, em cada área de atuação, é uma ronda fixa com 18 policiais, amparados por viatura embarcada com tecnologia e duas motocicletas, atuando em policiamento ostensivo 24 horas por dia. O governo estadual disse que os índices de criminalidade estão caindo. As estatísticas da segurança em 2012 ainda não foram fechadas até a conclusão desta reportagem.
by G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PALETES E CAIXOTES DE MADEIRA NA SUA CASA JÁ!

Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

A flor mais rara do mundo