Eis parte da Imprensa oficiosa dos PeTralhas e CorruPTos.


http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2013/01/07/carta-de-antonio-candido-a-genoino/.

Criminosos que usaram de terrorismo - assassinatos de inocentes, sequestros e tortura, assalto a bancos e até à casa de um ex-governador de São Paulo, para implantar uma ditadura do proletariado são guindados à condição de "militantes" e "homens de honra", como se os honestos - suas vítimas - fossem os errados e a mentira, o terrorismo e o crime organizado - videwww.EscandaloDoMensalao.com.br, ainda sem resposta -, implantado pelo Mensaleiro da Silva e seus asseclas fosse a real esperança do povo brasiliano. 

Especialmente este, que foi denunciado no Plenário da Câmara Federal pelo oficial do Exército Brasileiro que efetuou sua prisão, mostrando a covardia do delator.

Depois da doação de centenas de milhões de reais para Cuba - para pagar o mingau dos comunistas imprestáveis que não aprenderam como produzir durante mais de 50 anos de "revolução redentora" - e agora, de dezenas de milhares de toneladas de arroz para aplacar a fome de quem ainda não aprendeu como produzir - vide www.PowerOfCommunity.org - querer que aceitemos, deitados em berço esplêndido, que os SOCIOPATAS que acreditam no proletariado é que estão certos e nós, QUE PAGAMOS O MINGAU DELES sendo roubados é que estamos errados.


É a prova maior que eles não conseguem ver a realidade até mesmo quando a realidade é a fome que grassa pela incompetência e corrupção de um regime fratricida.

"A opinião pública somos nós", dissera o Mensaleiro da Silva.

Quanto à "honra" e "coragem" do terroristaíno:

"José Genoíno Neto, O Entreguista,

entregou Todos Seus Companheiros da Guerrilha do Araguaia.

Coronel LÍCIO MACIEL foi quem prendeu GENOÍNO conforme consta no seu discurso abaixo. Nele consta que Genoíno entregou seus companheiros, bem como o Coronel CURIÓ e EU, Tenente VARGAS, também confirmamos isso, inclusive consta no meus livros BACABA e em meu depoimento na Audiência Pública em 03/12/2008 na Comissão Especial da Anistia na Câmara dos Deputados em Brasília-DF (está abaixo). Em depoimento que Genoíno prestou a Justiça Militar, contou tudo sobre seus companheiros e disse onde poderíamos encontrá-los e foi por isso que achamos as três bases, A, B e C onde eles, guerrilheiros, companheiros de Genoíno se encontravam, foi quando começou a destruição de todos.
José Genoíno traiu a Guerrilha do Araguaia. Seu apelido ou codinome era Geraldo. Foi preso logo no início da guerrilha e entregou a todos. Ele se desculpa dizendo que foi torturado", conforme 


http://www.gibanet.com/2012/11/26/jose-genoino-neto-o-entregista/.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PALETES E CAIXOTES DE MADEIRA NA SUA CASA JÁ!

Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

A flor mais rara do mundo