domingo, 29 de junho de 2014

Número de pessoas atingidas pela chuva no RS chega a 11,5 mil

29/06/2014

Segundo a Defesa Civil, são 2.615 desabrigados e 8.886 desalojados.
Total de municípios afetados pelas enchentes também subiu para 62.

Do G1 RS
Exército auxilia remoção de famílias atingidas pela cheia do rio Uruguai em Sao Borja (Foto: Peterson Furlan/RBS TV)Em São Borja, na Fronteira Oeste, Exército auxilia
na remoção de famílias atingidas pela cheia do Rio
Uruguai  (Foto: Peterson Furlan/RBS TV)
O número de pessoas que tiveram de deixar suas casas em função da chuva no Rio Grande do Sul subiu para 11,5 mil na tarde deste domingo (29), de acordo com o último boletim divulgado pela Defesa Civil Estadual às 18h. O total de municípios afetados também passou para 62, três a mais do que o levantamento anterior.

De acordo com o órgão, são 2.615 pessoas desabrigadas, que tiveram de ser removidas para ginásios, centros que foram encaminhados a ginásios, centros comunitários e albergues disponibilizados pelo poder público. Já o total do número de desalojados, que estão em casas de familiares, amigos e vizinhos, chega a 8.886 pessoas.

O município mais atingido ainda é Iraí, no Norte do estado, na divisa com Santa Catarina, com 1,3 mil pessoas removidas de suas residências em função das enchentes. Porto Mauá e Porto Xavier, na fronteira com a Argentina, também somam mais de 1 mil desabrigados cada, por causa da cheia do Rio Uruguai.  
Prefeituras decretam emergência
Ao menos 13 municípios atingidos por enchentes encaminharam decretos de emergência à Defesa Civil gaúcha. A relação das prefeituras que informaram a condição inclui Alpestre, Cristal do Sul, Chiapeta, Iraí, Vicente Dutra, Barão do Cotegipe, Erval Grande, Caiçara, Cerro Grande, Crissiumal, Derrubadas, Getúlio Vargas e Tiradentes do Sul. A prefeitura de Iraí decretou situação de calamidade pública.

Neste domingo (29), a situação começou a se normalizar em alguns pontos do estado. Na Região Noroeste, em Porto Mauá, o nível do Rio Uruguai está baixando desde as 12h. No fim da tarde, estava 19,5 metros acima do nível normal. Em Porto Xavier, o rio ainda sobe, mas com menos intensidade. No total, 421 casas foram alagadas no município. 

Nenhum comentário:

O INTERESSANTE ESTADO DE DIREITO

Fernando Gabeira Há coisas que não entendo no Brasil. Ou melhor, coisas que me esforço para entender. O STF, por exemplo, ne...