Apesar do erro na apresentação dos personagens, Pé na Cova estreia com o pé direito


Após a ótima "A Vida Alheia" (2010), Miguel Falabella voltou a mergulhar no mundo dos seriados e estreou na noite dessa quinta-feira (24/01) "Pé na Cova". A nova série conta a história de uma família nada convencional que é dona de uma funerária, a F.U.I - Funerária Unidos do Irajá.  Repleta de personagens caricatos e irônicos, a história promete e tem tudo para render bons momentos. Entretanto,  a preocupação em apresentar todos os integrantes da turma acabou ofuscando o tema principal da trama e seu conflito primordial: a funerária e como a morte interfere no cotidiano da família.



Não foram poucas as vezes em que o telespectador teve a sensação de estar vendo várias pessoas conversando sobre assuntos sem a menor importância. Parecia que a série já tinha estreado há umas três semanas, deixando o público sem saber muito bem para onde a história se encaminhava. Os personagens deveriam ter sido apresentados aos poucos, porém, a pressa em mostrar todo mundo prejudicou o andamento da trama. Mas apesar desse equívoco inicial, ficou claro que o seriado tem potencial e muitas chances de agradar.

Os suburbanos formam uma espécie de Família Addams da classe C, onde a bizarrice predomina. Miguel Falabella criou personagens que abusam da caricatura e apresentam nomes peculiares, muito comuns em suas obras. Adenóide (Sabrina Korgut); Luz Divina (Eliane Rocha); Odete Roitman (Luma Costa); Alessanderson (Daniel Torres); Tamanco (Mart`nália); Giussandra (Karina Marthin) e Soninja (Karin Hils) são alguns
exemplos. Além dos atores citados --- figuras raras na televisão ---, ainda há Niana Machado (Bá, mais conhecida como a Formiga de "Aquele Beijo"); Lorena Comparato (Abigail); Alexandre Zachia (Juscelino); Maurício Xavier (Marcão: mecânico e travesti nas horas vagas); o próprio Miguel vivendo o Ruço e Marília Pêra, que já se destacou na pele da cachaceira e maquiadora de defuntos Darlene. O elenco foi muito bem escalado e o autor foi feliz em suas escolhas.

E esse time talentoso vive personagens nada convencionais. Odete ganha a vida se mostrando pela webcam e namora Tamanco, para desgosto do seu pai, Ruço. Já Darlene maquia defuntos e passou uma temporada internada em um hospício. Enquanto isso, Soninja e Giussandra (uma negra e outra branca) são gêmeas e vendem sanduíches em uma carrocinha chamada 'Cachorras-Quentes'.

Em meio a uma turma de tipos variados, está o texto ácido e irônico de Miguel Falabella. Mais uma vez o autor mostra que sabe escrever personagens carismáticos e consegue criar situações que propiciam diálogos inspirados. Apenas para citar um exemplo da estreia, pode-se destacar a frase de Soninja a respeito de um comercial de margarina: "Vocês já viram preto em comercial de margarina? Parece até que preto não come margarina!". Muitas outras frases desse tipo foram proferidas, reforçando a assinatura do autor.

"Pé na Cova" teve uma estreia promissora e os equívocos iniciais podem facilmente ser corrigidos nos próximos episódios. Quando a função de cada personagem for definitivamente explicitada e a funerária começar a ser devidamente abordada com a importância que merece, a história fúnebre e cômica de Miguel Falabella terá tudo para emplacar.

by http://zamenza.blogspot.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PALETES E CAIXOTES DE MADEIRA NA SUA CASA JÁ!

Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

A flor mais rara do mundo