Em relações sexuais na Califórnia, será obrigatório dizer “SIM” para evitar estupro


GUSTAVO CHACRA

29 Setembro 2014 | 11:27

A Califórnia pode revolucionar com uma nova lei o que constitui estupro ou não. Para entender esta revolução, precisamos ver os conceitos do “Não” e do “Sim” em uma relação sexual
 “Não é Não” – Antes, para uma relação sexual ser considerada forçada, esta ocorreria, por exemplo, depois de a mulher dizer “não” e mesmo assim fosse forçada. Isto é, ela NÃO estaria disposta a ter uma relação sexual. Mas, se ficasse calada ou não oferecesse resistência, isso poderia não ser considerado estupro
 “Sim é Sim” – Agora, passa a ser o inverso. Uma relação sexual não será considerada forçada apenas depois de a mulher e o homem dizerem SIM. Caso, por exemplo, a mulher fique calada e acabe participando da relação sexual, isto poderá ser considerado estupro
Portanto, na Califórnia, antes de toda relação sexual os parceiros terão de claramente dizer “SIM”. Obviamente, isso não impedirá mentiras. Um homem poderá mentir argumentando que a mulher disse “SIM”. E uma mulher poderá mentir dizendo que não disse “SIM”. Mas, na prática, um número maior de pessoas terá a preocupação de ter uma resposta afirmativa do parceiro, o que evitará pelo menos algumas mulheres, pelo motivo que for (alcoolizada, drogada, dormindo, inconsciente), se sentirem forçadas a manter uma relação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PALETES E CAIXOTES DE MADEIRA NA SUA CASA JÁ!

Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

A flor mais rara do mundo