sábado, 6 de agosto de 2016

Polícia prende 32 em operação contra 'QG' do tráfico na Cracolândia

05/08/2016 

Cine Marrocos que havia sido ocupado por sem teto era usado por facção.


'Ocupação era usada como fachada'; 200 facas e armas foram apreendidas.

Do G1 São Paulo









A polícia paulista prendeu 32 pessoas na manhã desta sexta-feira (5) em uma operação contra o tráfico de drogas na Cracolândia, no Centro de São Paulo. Um dos líderes, considerado um dos maiores fornecedores de crack, foi detido na Região Metropolitana de Maceió, em Alagoas.
O Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc), também cumpriu 39 mandados de busca e apreensão. Mais de 500 policias, entre militares e civis, participaram da operação, como a Tropa de Choque.
O principal alvo da operação era o prédio do Cine Marrocos, ocupado pelo MSTS (Movimento Sem Teto de São Paulo). Segundo a polícia, traficantes utilizavam o prédio como rede de distribuição de drogas da facção que age dentro e fora dos presídios, o "QG" do tráfico no Centro de São Paulo, segundo a polícia.
"Era a base do crime organizado. Eles se reuniam mensalmente aqui. Inclusive definiam que traficante iria morrer, um verdadeiro tribunal do crime", diz Ruy Ferraz Fontes, diretor do Denarc. Cinco Armas longas e 200 facas foram encontradas na caixa d'água do prédio.
"As pessoas do movimento não tinham relação com o esquema. A ocupação era usada como fachada. Inclusive, tem pessoas que eram obrigadas a pagar para os traficantes", completou.
Muitos tiros de bala de borracha e bombas de gás lacrimogêneio foram disparados. Uma repórter da CBN disse que teve o celular apreendido e foi encaminhada para uma delegacia da região. Ela disse que registrou boletim de ocorrência por abuso de autoridade.
Em nota, a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) repudia a agressão sofrida pela equipe da rádio CBN. "Qualquer tentativa de impedir que profissionais da imprensa exerçam seu trabalho deve ser condenada em respeito à liberdade de expressão e ao direito da sociedade à informação. A Abert pede às autoridades de São Paulo a apuração rigorosa do ocorrido e a punião dos responsáveis", diz a nota.
Policiais também arrombaram ao menos sete estabelecimentos. A região da Cracolândia é um tradicional reduto do tráfico de drogas da capital e recebeu nos últimos anos programas que tentam combater isso. O Recomeço é desenvolvido pelo governo de São Paulo desde 2013 e inclui tratamentos que incluem isolamento em hospitais e comunidades terapêuticas.
Já a Prefeitura desenvolve desde 2014 o programa “De Braços Abertos”, voltado à redução de danos. O dependente recebe hospedagem e uma remuneração por trabalhos como varrição e é incentivado a diminuir o consumo de drogas.
Material apreendido em operação na Cracolândia (Foto: Paula Paiva Paulo/G1)Material apreendido em operação na Cracolândia (Foto: Paula Paiva Paulo/G1)
Em junho venceu o prazo de 3 meses dado pela Prefeitura de São Paulo para que desocupassem o Cine Marrocos. O prédio do município foi ocupado por mais de 300 famílias durante 3 anos. Antigamente, conjuntos comerciais funcionavam no prédio e os moradores da ocupação transformaram os transformaram em apartamentos. A gestão municipal havia prometido 55 mil unidades habitacionais, mas entregou 9.590 e diz estarem em construção outras 22.556.
A Secretaria da Habitação da Prefeitura de São Paulo afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que vinha negociando sem sucesso com os integrantes do MSTS (Movimento Sem Teto de São Paulo) a desocupação do Cine Marrocos, ocupado em 2013. A secretaria reconhece que a ocupação de cerca de 300 famílias era irregular. A Prefeitura de São Paulo também informou que não participa da operação que ocorre nesta sexta na Cracolândia.
"Tem mandado de reintegração de posse desde 1º de junho. A Polícia Militar não havia conseguido cumprir. Esse é um núcleo de pessoas que não dialoga com a Prefeitura. Esperamos que se cumpra o mandado de reintegração", disse.
G1 tentou telefonar para integrantes do MSTS, mas a ligação não completava em todos os telefones. A página no Facebook também estava fora do ar.
Policiais disparam balas de borracha na Cracolândia (Foto: Reprodução/TV Globo)Policiais disparam balas de borracha na Cracolândia (Foto: Reprodução/TV Globo)
  •  
Tropa de Choque na Cracolândia (Foto: Reprodução/TV Globo)Tropa de Choque na Cracolândia (Foto: Reprodução/TV Globo)
Policiais entram a força em apartamentos na Cracolândia nesta sexta-feira (5) (Foto: Reprodução/TV Globo)Policiais entram a força em apartamentos na Cracolândia nesta sexta-feira (5) (Foto: Reprodução/TV Globo)


Nenhum comentário:

DST pouco conhecida preocupa especialistas

A 'Mycoplasma genitalium' (MG), bactéria causadora de doença sexualmente transmissível, já tem mostrado resistência aos antibióti...