segunda-feira, 18 de julho de 2016

MÉDICOS QUE DESCOBRIRAM SUBSTÂNCIA CANCEROSA NAS VACINAS MORREM MISTERIOSAMENTE NOS EUA


Um mistério está chamando a atenção dos adeptos de medicina natural nos Estados Unidos.

Nos últimos meses, cinco médicos com fortes inclinações para a medicina natural morreram misteriosamente ou foram mortos intencionalmente, e outros cinco desapareceram inexplicavelmente.

A maioria deles era da Flórida, EUA.

Os médicos de que estamos falando tinham uma coisa em comum: eles descobriram que a proteína nagalase estava presente em vacinas consideradas seguras para uso em seres humanos.

Nagalase é conhecida por impedir que seu corpo produza vitamina D.

A vitamina D é um nutriente muito importante para matar as células cancerosas naturalmente.

Nagalase é uma proteína.

Em crianças autistas esta proteína está presente em concentrações muito elevadas.

Não só isso: todo o tipo de célula cancerosa produz essa proteína.

Como se sente ao saber que isso está presente em vacinas que você já deve ter tomado?

Nagalase efetivamente desativa o sistema imunitário.

E também está associada ao diabetes tipo 2.

E o que esses médicos que foram mortos tinham a ver com essa perigosa substância presente nas vacinas?

Tudo!

É que os resultados de uma investigação científica desses médicos haviam produzido provas de que as vacinas que estão sendo injetadas são, na verdade, a causa do súbito aumento nas taxas de câncer e também do aumento das taxas de autismo.

E muito provavelmente isso, segundo esses médicos, deve-se à proteína nagalase.

medicos_americanos_-_vacina.png




Os médicos que foram mortos na Flórida tinham trabalhado juntos e estavam se preparando para ir a público para divulgar o resultado de suas pesquisas.

Mas foi então que foram "calados"...

O dr Ted Broer concedeu uma entrevista sobre os médicos mortos.

Ele concedeu essa entrevista ao programa de rádio Hagmann & Hagmann) explicando os motivos da morte.

O Dr Broer chegou a dizer, na entrevista, a seguinte frase: "Eu estou me suicidando falando essas informações".

Ele estava supernervoso ao dizer essas informações publicamente.

Assista ao vídeo no qual ele nos conta sobre suas descobertas.




É um vídeo de 19 minutos, porém a informação mais importante é dita nos primeiros dez minutos.

Se você sabe inglês, vale apena assistir e escutar com atenção o que o médico/cientista americano disse.

Se não sabe ingles, ative as legendas, pois mesmo com a precária tradução automática dá para absorver alguma informação.


Neste outro vídeo, um repórter entrevista a ativista americana de medicina natural Erin Elizabeth.



Infelizmente, o vídeo não está traduzido, mas você também pode ativar as legendas para ver a tradução automática.

Erin Elizabeth tenta explicar o que pode ter ocorrido com os médicos mortos misteriosamente.

by cura pela natureza

Nenhum comentário:

DST pouco conhecida preocupa especialistas

A 'Mycoplasma genitalium' (MG), bactéria causadora de doença sexualmente transmissível, já tem mostrado resistência aos antibióti...