terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Príncipe saudita viaja com seus 80 falcões em cabine de avião

Como a Qatar Airways só aceitaria seis pássaros por passageiro na cabine, o príncipe precisou pagar excesso de bagagem


© Reprodução 

   Arábia Saudita precisava levar seus 80 falcões em uma viagem de avião,          mas elas excediam as bagagens autorizadas pela companhia aérea. A              solução encontrada deve ter causado estranheza nos demais passageiros.

Segundo publicado no Reddit por um usuário que diz conhecer o capitão da companhia aérea Qatar Airways, a empresa só autoriza seis aves por pessoa na cabine, como se fossem uma bagagem comum, que foi a forma que o saudita optou por transportar os seus animais.
Claro que isso não pode ser um problema para um príncipe, que pagou o excesso de bagagens e levou todos juntinhos no avião (foto acima). A viagem deve ter sido no mínimo inusitada.
A imagem levantou a dúvida nos internautas: Falcões não sabem voar?

Nenhum comentário:

DST pouco conhecida preocupa especialistas

A 'Mycoplasma genitalium' (MG), bactéria causadora de doença sexualmente transmissível, já tem mostrado resistência aos antibióti...