Postagens

Mostrando postagens de Setembro 28, 2014

Morre o ex-presidente do Haiti Jean-Claude Duvalier, o 'Baby Doc'

Imagem
04/10/2014 13h32 - Atualizado em 04/10/2014 13h39 Conhecido como 'Baby Doc', ex-presidente teve um ataque cardíaco.Foi retirado do poder por uma revolta popular na década de 1980. Do G1, em São Paulo

O ex-ditador haitiano Jean-Claude Duvalier,
o 'Baby Doc', fala a jornalistas em Porto Príncipe,
em imagem de arquivo (Foto:St-Felix Evens/Reuters) O ex-presidente do Haiti Jean-Claude Duvalier (1971-1986) morreu neste sábado (4) em Porto Príncipe, aos 63 anos. "Baby Doc", como o ditador era conhecido, foi  tirado do poder por uma revolta popular e voltou ao Haiti em 2011, depois de 25 anos no exílio na França. Segundo as agências de notícias Reuters e France Presse, Baby Doc teve um ataque cardíaco nesta manhã. Em 2007, Jean-Claude Duvalier falou às rádios haitianas para pedir "perdão ao povo pelos erros cometidos" durante seu governo. As autoridades do Haiti consideram que mais de 100 milhões de dólares foram desviados sob o pretexto de obras sociais até a…

Morre Hugo Carvana. Ator tinha 77 anos e estava internado para tratar um câncer.

Imagem
Luisa Girão  do EGO, no Rio



Hugo Carvana (Foto de arquivo) O ator estava internado no hospital Pró Cardíaco no Rio, que confirmou a morte, mas a pedido da família não informou a causa nem se ele teria passado por alguma cirurgia durante o período de internação. Ele estava internado desde o dia 28 e, segundo o "Jornal Hoje", tratava um câncer. Seu último papel na TV foi na minissérie "O brado retumbante". Hugo ficou conhecido por interpretar Waldomiro Pena, nos anos 80, em "Plantão de polícia", da TV Globo. Dirigiu os filmes "Vai trabalhar, vagabundo", "O homem nu" e "A casa da mãe Joana". Hugo era casado com a jornalista Martha Alencar e pai de Pedro, Maria Clara, Júlio e Rita Na última semana, o Festival de Cinema do Rio homenageou o ator com uma reexibição do filme "Vai trabalhar, vagabundo". Amigos famosos lamentam Em entrevista ao canal "GloboNews", o cineasta Cacá Diegues falou sobre o ator: "É uma …

Banco de areia de 3,2 km se estende pelo mar em ilha de luxo no Caribe

Imagem
Arquipélago do mágico David Copperfield pode ser reservado para grupos. Com 5 casas e 40 praias particulares, ilhas recebem celebridades. Do G1, em São Paulo
O banco de areia tem mais de 3 km (Foto: Musha Cay and The Islands of Copperfield Bay/Divulgação)
Um enorme banco de areia que se estende pelo mar azul turquesa é um dos atrativos de Musha Cay, ilha privativa que pertence ao mágico celebridade David Copperfield. É uma faixa branca de 3,2 quilômetros, onde os turistas podem caminhar tranquilamente e fazer piqueniques com vinhos caros se sentindo no meio do mar. Ilhas têm 5 casas (Foto: Musha Cay and The
Islands of Copperfield Bay/Divulgação) Localizada nas Bahamas, Musha Cay faz parte da Copperfield Bay, conjunto de 11 ilhas particulares disponíveis para aluguel de temporada para até 25 pessoas. Juntos, os imóveis das ilhas têm 12 quartos e 13 banheiros no total, decorados com objetos trazidos pelo mágico de suas viagens pelo mundo. Cada casa tem sua praia privativa. Ao todo, as ilha…

Um elefantinho se mete em confusão e pede ajuda para a mãe

Imagem
RAFAEL CISCATI2014/03/10 
O elefantinho matreiro desse vídeo, de Além de fofo, E also UMA Criança mimada. Ao Explorar o terreno Onde mora, não zoológico de Zurique, ELE se atrapalha, tropeça NAS Próprias patinhas e cai. Felizmente SEUS PAIS aparecem logotipo, suavizar Pará como Pancadas Dessa Vida.  >> Cachorro E salvo DEPOIS CAIR los de asfalto fumegante na Índia

O vídeo não Pequeno elefante FOI publicado no YouTube los agosto. Começou a Fazer Sucesso ágora, parágrafo A Nossa sorte.

Na delação premiada, Paulo Roberto Costa revela que os contratos da Petrobras eram superfaturados entre 18% e 20%

Imagem
Paulo Roberto Costa afirmou que fraudou licitações nas duas maiores obras da estatal. Ele dá nome aos lobistas, diretores de empreiteiras, funcionários e partidos que recebiam o dinheiroDIEGO ESCOSTEGUY E MARCELO ROCHA COM FILIPE COUTINHO E FLÁVIA TAVARES 03/10/2014 

Em 10 de dezembro de 2009, a Petrobras assinou um contrato de R$ 3,1 bilhões com um consórcio formado pelas empreiteiras Odebrecht e OAS. O contrato, classificado como “reservado” pela estatal, a que ÉPOCA teve acesso, previa que o consórcio trabalharia na construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Foi uma grande vitória para as duas empreiteiras, duas das maiores do país. Mesmo para os padrões delas, era um senhor contrato. Foi também uma vitória especial para três dos personagens que tornaram viável. Dois deles estavam na cúpula da Petrobras: Paulo Roberto Costa, diretor de Abastecimento, indicado por PP, PMDB e PT, e Renato Duque, diretor de Serviços, indicado pelo PT. O terceiro personagem estava na Odebrech…