Postagens

Mostrando postagens de Setembro 7, 2014

Com medo de condenação, empreiteiras propõem acordo para revelar corrupção na Petrobras Por leniência, empresas terão de confessar participação em desvio de dinheiro da estatal

Imagem
POR JAILTON DE CARVALHO E ANDRÉ DE SOUZA
13/09/2014 7:00

Alberto Youssef: empresas vinculadas a ele teriam recebido depósitos das empreiteiras - Agência O Globo / Geraldo Magela/Agência Senado/18-10-2005


CURITIBA e BRASÍLIA
— Pressionadas pelo volume de provas e pelo alto risco de condenação, pelo menos duas grandes empreiteiras que têm contratos com o governo estão negociando com o Ministério Público Federal um acordo de leniência para confessar participação em desvios de dinheiro da Petrobras e, a partir daí, obter redução de penas em processos criminais.

Essa é a primeira vez na História do país em que emissários de grandes empreiteiras manifestam interesse em colaborar com a Justiça em um caso relevante de corrupção. O acordo de leniência é uma espécie de delação premiada para empresas acusadas de crimes.

Se concretizado, o acordo pode ajudar o MPF e a Polícia Federal a desvendarem toda a estrutura da corrupção em torno de contratos e obras da Petrobras que já vem sendo denunciada por …

Paulo Roberto Costa tem sete contas na Suíça

Imagem
FELIPE PATURY E TERESA PEROSA 13/09/2014 09h30
Paulo Roberto Costa (Foto: Blenda Souto Maior/DP/D.A Press) O ex-diretor de Abastecimento da PetrobrasPaulo Roberto Costa mantinha nada menos do que sete contas na Suíça. Todas estavam em seu nome, com seus dados, documentos e endereços verdadeiros. É o contrário do que faz a maioria dos profissionais que atuam no, digamos, mesmo ramo em que Costa é acusado de operar. O mais comum é colocar as contas em nome de empresas de paraísos fiscais. Como se vê, ninguém pode acusá-lo de não ser transparente, ao menos nesse caso. Os advogados de Paulo Roberto não se manifestaram até o fechamento desta edição.

Pesquisas do PMDB mostram que Marina encara onda de críticas com resiliência

Imagem
FELIPE PATURY
A candidata do PSB, Marina Silva, apresenta seu programa de governo em reunião em São Paulo (Foto: Adriana Spaca/Brazil Photo Press/Agência O Globo) O PMDB reagiu com menos otimismo do que o PT ao Ibope que deu a presidente Dilma Rousseff com oito pontos na frente de Marina Silva (PSB). Suas pesquisas não registradas constataram que a onda em torno de Marina parou três dias antes de ela começar a ser alvejada por Dilma e Aécio Neves (PSDB). Os levantamentos feitos até a semana passada indicam que Marina se manteve estável durante o tiroteio. Ou seja, que demonstrou resiliência.

Parece mais recente, mas…

Imagem
12:38 \ Eleições 2014





O Ibope divulgou uma pesquisa agora há pouco. Por ela,  Dilma Rousseff tem 39%, Marina, 31%, e Aécio, 15% das intenções de voto. Anteontem, o Datafolha cravou Dilma com 36%, Marina com 33%, e Aécio com  15%. Qual das duas pesquisas é a mais atual? Apesar da pesquisa Ibope ter sido apresentada há algumas horas, as entrevistas com os eleitores foram feitas entre sexta-feira passada e segunda-feira. A pesquisa Datafolha foi realizada entre segunda-feira e terça-feira.  É, portanto, mais atual. Para o distinto público, no entanto,  a do Ibope fica parecendo mais recente, pois apenas uma minoria está atenta para as datas de realização das entrevistas. Quem encomendou a pesquisa divulgada hoje foi a CNI, de Robson Andrade. A entidade não deve estar preocupada de ser acusada de manipulação. Por Lauro Jardim

Marina e a arte da vitimização

Imagem
SAB, 13/09/2014 


A candidata Marina Silva (PSB) chorou, na noite de quinta--feira (11), ao desabafar junto à Folha sobre a série de ataques que está sofrendo desde que entrou na disputa presidencial e virou uma ameaça verdadeira à campanha de reeleição de Dilma Rousseff (PT). No banco de trás do carro que a levava de volta ao hotel após um dia longo de agendas no Rio de Janeiro, Marina disse à Folha que irá reagir conforme aprendeu com Lula "lá atrás", quando era do PT: não vai se render às "mentiras" propagandas pelos adversários. Marina chora ao falar de Lula e se diz injustiçada Por Marina Dias, na Folha de S. Paulo Alvo de uma série de ataques desde que entrou na corrida pelo Palácio do Planalto e virou uma ameaça para a presidente Dilma Rousseff (PT), a ex-senadora Marina Silva (PSB) fez um desabafo e chorou ao ser questionada pela Folha sobre as críticas que recebeu do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de quem foi aliada por 24 anos. "Eu não posso …

O PT sob chantagem

Imagem
Em VEJA desta semana
Para evitar que o partido e suas principais lideranças sejam arrastados ao epicentro do escândalo da Petrobras às vésperas da eleição, a legenda comprou o silêncio de um grupo de criminosos — e pagou em dólar Robson Bonin O PODER E O CRIME - Enivaldo Quadrado (à direita), o chantagista, é pago pelo PT para manter em segredo o golpe que resultou no desvio de 6 milhões de reais da Petrobras, em outro caso de chantagem que envolve o ministro Gilberto Carvalho, o mensaleiro José Dirceu e o ex-presidente Lula (Montagem com fotos de Ailton de Freitas-Ag. O Globo/Joel Rodrigues-Folhapress/Rodolfo Buhrer-Estadão Conteúdo/Jeferson Coppola/VEJA) Desde que estourou o escândalo da Petrobras, o PT é vítima de uma chantagem. De posse de um documento e informações que comprovam a participação dos principais líderes petistas num desfalque milionário nos cofres da estatal, chantagistas procuraram a direção do PT e ameaçaram contar o que sabiam sobre o golpe caso não fossem devidam…

Senado engaveta investigação sobre farsa na CPI da Petrobras

Imagem
Petrobras Ignorando vídeo de vinte minutos que comprova a fraude, comissão avaliou que 'não havia indícios' do vazamento de informações. Investigados receberam gabarito de questões Marcela Mattos, de Brasília Reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras para análise do plano de trabalho e de requerimentos - (14/05/2014) (Geraldo Magela/Agência Senado/VEJA) A comissão de sindicância instaurada no Senado para apurar a farsa montada pelo governo e pelo PT na CPI da Petrobras decidiu arquivar as investigações sobre o caso. Conforme revelou VEJA, os investigados recebiam as perguntas dos senadores com antecedência e eram treinados para responder a elas, a fim de evitar que entrassem em contradição ou dessem pistas capazes de impulsionar a apuração de denúncias de corrupção na companhia - a trapaça foi documentada em um vídeo com 20 minutos de duração.    Ignorando a gravação, a comissão de sindicância alega que “não houve qualquer indício de vazamento de informa…

Um depoimento exclusivo revela o elo entre os escândalos do mensalão e da Petrobras

Imagem
Empresário conta à polícia como o ex-deputado José Janene, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef levaram para a estatal parte do esquema do mensalãoHUDSON CORREA E RAPHAEL GOMIDE 12/09/2014
Os dois períodos de Lula na Presidência foram marcados por crescimento econômico, disseminação de programas sociais – e também por dois grandes escândalos de corrupção. No primeiro mandato, reinou o mensalão. Ele acabou na prisão de seus principais operadores e articuladores, depois de julgados e condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF). No segundo mandato – soube-se nos últimos meses, por meio de investigações da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público Federal (MPF) –, floresceu um esquema de pagamento de propina em troca de contratos bilionários com a Petrobras (leia detalhes na reportagem da página 36), esquema que continuou durante o governo de Dilma Rousseff. Neste momento, as autoridades investigam a conexão entre os dois escândalos. Já se sabia …