Ônibus que funciona com titica de galinha já está circulando

ECONOMIA & NEGÓCIOS

05 Dezembro 2014 | 18:26

Combustível alternativo do veículo é produzido por 84 mil aves de uma granja em Foz do Iguaçu, no Paraná

Novo combustível: titica de galinha (Foto: Divulgação)
Novo combustível: titica de galinha (Foto: Divulgação)
Já está circulando no Brasil o primeiro ônibus movido a gás proveniente de titica de galinha. O projeto é da geradora de energia Itaipu, localizada no Paraná, e da fabricante de caminhões e ônibus Scania, que lançaram o veículo abastecido com biometano.
O gás usado é produzido a partir de dejetos de 84 mil aves de uma granja que fica a cem quilômetros da usina.
O novo combustível teria algumas vantagens em relação ao óleo diesel, como emitir 70% a menos de poluentes e sair até três vezes mais barato. O ônibus já está circulou no Paraná e agora seguirá para demonstrações no Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro. Ele é o primeiro do tipo na história da indústria de veículos comerciais do Brasil.
Silvio Munhoz, diretor de Vendas de Ônibus da Scania no Brasil, explica que o veículo é fabricado na Suécia, e atende às normas internacionais. O ônibus é considerado um dos mais modernos do transporte público do mundo, com motor dedicado ao uso tanto do com gás natural veicular (GNV) quanto do biometano.
Segundo ele, várias cidades já entraram em contato para conhecer a nova tecnologia. “O mais importante é perceber que ela é 100% viável para comercialização”, afirma Munhoz. Durante quase um mês o veículo fez o transporte de trabalhadores e estudantes, sendo abastecido apenas com biometano.
O presidente da Associação Brasileira de Biogás, Cícero Bley Júnior, conta que o objetivo é demonstrar a viabilidade da aplicação do biometano na mobilidade urbana, para que ele possa ser integrado à matriz de combustíveis do país. Atualmente a Agência Nacional do Petróleo (ANP) está com uma consulta pública aberta para regulamentar o uso do combustível.
“Acreditamos na viabilidade e estamos iniciando um novo período na busca de alternativas mais sustentáveis ao meio ambiente”, afirma Bley. No primeiro teste, o ônibus circulou 3 mil quilômetros e, em relação ao preço por quilometragem, o custo do biometano foi menor em 56% em relação a um veículo similar a diesel.
Capacidade. O ônibus Scania tem 15 metros de comprimento, com dois eixos direcionais e capacidade para até 120 passageiros. As características do motor Scania Euro 6 a gás permitem que o veículo rode não só com biometano, mas também com gás natural ou a combinação de ambos.
Antes de chegar ao Brasil, o coletivo passou pelo México e pela Colômbia, sempre abastecido com GNV. Em Bogotá, foi testado em condições extremas: altitude elevada, baixa pressão atmosférica, tráfego pesado e ladeiras.
O motorista Miguel Morales Gomes garante que não notou diferença de desempenho do veículo abastecido com biometano ou com o GNV convencional, derivado do petróleo. “A diferença é zero, tanto em topografias de subidas quanto de descidas”. No Brasil, a granja que fornece os dejetos produz 700 metros cúbicos de biometano por dia. Rene Moreira, especial para O Estado de S. Paulo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PALETES E CAIXOTES DE MADEIRA NA SUA CASA JÁ!

Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

A flor mais rara do mundo