FHC: “Não é porque são pobres que apoiam o PT, é porque são menos informados”

outubro 6, 2014

Anteriormente, o ex-presidente tucano também afirmou que Dilma não era pobre: “Ela não está gordinha, bem de vida?”
Por Redação
Em entrevista aos blogueiros do Uol Josias de Souza e Mário Magalhães nessa segunda-feira (6), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) disse que o PT conta os votos dos “menos informados”, pois “cresceu nos grotões do país”. 
“O PT está fincado nos menos informados, que coincide de ser os mais pobres. Não é porque são pobres que apoiam o PT, é porque são menos informados”, afirmou o ex-presidente, um dia depois do primeiro turno das eleições em todo o país. A candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) teve maioria dos votos nos estados do Norte e Nordeste, enquanto o peessedebista Aécio Neves se mostrou muito melhor no eixo Centro-Sul do país.
“Essa caminhada do PT dos centros urbanos para os grotões é um sinal preocupante do ponto de vista do PT porque é um sinal de perda de seiva ele estar apoiado em setores da sociedade que são, sobretudo, menos informados”, continuou FHC, que concluiu: “Geralmente é uma coincidência entre os mais pobres e os menos qualificados”.
Curiosamente, o ex-presidente havia afirmado um dia antes à jornalista Sonia Racy, do Estado de S. Paulo, que não existia uma disputa entre “PSDB rico” e “PT pobre”. “Em primeiro lugar, olha a Dilma: ela é pobre? Ela não foi educada no Colégio Sion? Ela não está gordinha, bem de vida?”, ironizou. FHC citou como exemplo, para desmentir essa “disputa de classes”, o estado de São Paulo, que acabou reelegendo Geraldo Alckmin no primeiro turno: “Quem é que vota no Geraldo (Alckmin)? São os ricos? Tem tanto rico assim? Isso é uma invenção, querem colocar essa marca em nós. Nosso papel é desconstituir a mentira”.

Veja também
Foto de Capa: Tucano.org
by RevistaForum

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PALETES E CAIXOTES DE MADEIRA NA SUA CASA JÁ!

Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

A flor mais rara do mundo