Um homem com Alzheimer se desenhou por 5 anos. As pinturas são de partir o coração


Em 1995, aos 61 anos, William Utermohlen, um artista americano que vive em Londres, recebeu um diagnóstico devastador. Ele tinha a doença de Alzheimer. Em resposta à sua doença (ou talvez a despeito dela) ele começou a pintar auto-retratos. Tornaram-se um caminho para ele tentar entender sua condição.

Até que ele foi internado em um lar de idosos em 2000, Utermohlen pintou retratos regulares de si mesmo durante os primeiros anos de seu diagnóstico. O que vemos é um homem lutando para permanecer em contato com o mundo ao seu redor. Utermohlen faleceu em 2007, mas os seus auto-retratos viveram como um caminho para que possamos entender a devastação que o mal de Alzheimer causa.

Um auto-retrato de William Utermohlen de 1961.





1995



1996



1997



1997



1998



1999



2000



Todos os quadros.




Antes de seu diagnóstico, Unterhohlen era um artista de sucesso. Aqui estão alguns exemplos de seu trabalho:














by 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PALETES E CAIXOTES DE MADEIRA NA SUA CASA JÁ!

Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

A flor mais rara do mundo