Com oferta em alta, ilhas são leiloadas por até 20% do preço


Empresas especializadas dizem que estoque à venda nunca esteve tão alto.
Pechinchas foram arrematadas desde US$ 116 mil, com desconto de 75%.

Simone Cunha
Do G1, em São Paulo

Casa principal do Big Grand Cay, o maior do arquipélago das Bahamas, que foi arrematado por US$ 4,5 milhões, cerca de 40% do valor pedido (Foto: www.vladi-private-islands.de)

O estoque de ilhas cresceu tanto que alguns destes pedaços de terra cercados de água estão indo a leilão e sendo arrematados por até um quinto do preço pedido na venda. Segundo empresas especializadas no setor, como a Vladi Islands e Private Islands, nunca houve tantas ilhas à venda quanto atualmente.
“Entre as chamadas ilhas de aventura, a queda de preços foi muito dramática e algumas delas acabaram indo a leilão”, diz Farhad Vladi, diretor da Vladi, que criou uma lista para monitorar as pechinchas de ilhas pelo mundo. Elas são mais baratas porque têm pouca infraestrutura e estão em locais menos desejáveis. Mas a queda nos preços e a opção pelo leilão também foram vistas em outros tipos – até nas mais luxuosas.
Na lista, há 11 ilhas leiloadas entre setembro de 2011 e maio deste ano, com descontos entre 40% e 80% do valor pedido. Cinco ficam nos EUA, duas nas Bahamas (Caribe), duas na Itália, uma na Irlanda e outra na Austrália.
Maiores pechinchas
Mesmo sendo conhecida no mercado VIP pela infraestrutura requintada e tendo uma lancha de 23 pés incluída no preço, a ilha Nautilus, no nordeste dos EUA, foi colocada à venda por US$ 10 milhões e arrematada por US$ 2 milhões, 20% do preço.
Famosa pela alta procura para aluguel, a ilha no estado do Maine estava na mesma família há 130 anos e mistura paraíso natural com uma construção luxuosa. Ao redor dos quase 15 hectares dá para observar ilhas e ilhotas da baía de Penobscot Bay, e entre as construções há casa central de seis quartos com terraço e piscina que se mistura com o mar, além de spa, vinha e jardim com frutas e verduras orgânicas.
Mesmo com infraestrutura luxuosa e com lancha de 23 pés incluída no preço, a ilha Nautilus, nos EUA, foi colocada à venda por US$ 10 milhões e arrematada por US$ 2 milhões. (Foto: www.vladi-private-islands.de)Com infraestrutura luxuosa e lancha de 23 pés incluída no preço, a ilha Nautilus, nos EUA, foi colocada à venda por US$ 10 milhões e arrematada por US$ 2 milhões (Foto: www.vladi-private-islands.de)
A Innocence, maior ilha privada do arquipélago das Bahamas, também não parece estar em um lugar pouco desejado, mas foi vendida por menos de um terço do preço pedido na venda: US$ 17 milhões, em vez de US$ 55 milhões.
A ilha tem seis praias de areias brancas e é rodeada por um mar de águas cristalinas. Com casa de sete quartos, cerca de varanda e mirante, tem piscina ao ar livre e coberta. Também há infraestrutura de captação de água da chuva e pista de pouso.
A Isola Poveglia, conhecida como a ilha mais assombrada do mundo, teve o leilão cancelado após uma oferta muito baixa (de 513 mil euros) ter sido aprovada, gerando críticas ao governo italiano, atual dono. Apesar de abandonadas, há construções na ilha, que abrigou uma colônia para doentes da peste bubônica e depois um asilo para doentes mentais. A fama de mal assombrada vem dos fantasmas de vítimas da peste e de um diretor do hospital e suas vítimas torturadas.
Ilha italiana Isola Poveglia teve leilão cancelado após oferta muito baixa. (Foto: www.vladi-private-islands.de)Ilha italiana Isola Poveglia teve leilão cancelado após oferta muito baixa (Foto: www.vladi-private-islands.de)
Mais próxima do quadro traçado por Vladi está a Sandycove, ilha de 18 acres que tem restrições de construção e foi vendida também por menos de um quinto do preço pedido: de 1,3 milhão de euros para 250 mil euros.
A maior pechincha é a Wolf, ilha no rio Tennessee, nos EUA, que foi arrematada com mais de 75% de desconto, por US$ 116 mil. Os 116 acres foram à leilão pelo eBay, depois de quase três anos à venda e com preços cada vez mais baixos. Com costa de areia e floresta densa, a ilha não tem construções e fica em uma região boa para pesca e navegação de lazer.
Alta dos leilões
A Private Islands vê a alta dos leilões como "coincidência" e não recomenda esse tipo de venda justamente pelo valor baixo que alcança. “Houve mais leilões nos últimos 12 meses, mas vejo como uma coincidência: algumas por estarem no mercado há muito tempo, outras por questões de herança. Não recomendamos colocar [ilhas] em leilão internacional”, diz Chris Krolow, diretor da Private.
Para reforçar o argumento, ele lembra que ilhas são lugares nos quais é difícil chegar, por isso investir tempo e dinheiro em uma visita não vale a pena quando há risco na compra – como ocorre em leilões. Quem resolve dar lances em uma propriedade que não conhece ao vivo tende a fazer ofertas mais baixas, daí o resultado serem grandes pechinchas.
“A prova de que os leilões internacionais de ilhas não funcionam é que ou eles falham ou elas acabam sendo vendidas por preços ridiculamente baixos. Não é uma boa ideia, em geral”, diz Krolow.
Conservação e governo
O tamanho grande também dificulta a venda. Foi o que aconteceu com o último pedaço de terra cercado de água a ter tido o destino leiloado, o arquipélago de Big Grand Cay, nas Bahamas. O conjunto de oito ilhas que totaliza 213 acres foi arrematado por US$ 4,5 milhões, mais de 60% abaixo dos US$ 11,5 milhões pedidos.
Um dos destaques do leilão foi o lance inicial considerado baixo, de US$ 1,95 milhão. A ilha já foi usada como esconderijo privado do então presidente dos EUA Richard Nixon e recebeu milhões de investimento de um inventor norte-americano para se tornar um paraíso particular com casa de luxo, piscina de água salgada e cais de águas profundas. Mesmo assim, levantou no leilão 40% do preço pedido.
Aproveitando a baixa nos preços, entidades de conservação e governos estão voltando a comprar ilhas, muitas vezes até retomando as que foram vendidas por conta da crise financeira, segundo a Vladi.
Vista aérea do Big Grand Cay, nas Bahamas, arquipélago leiloado neste ano. (Foto: www.vladi-private-islands.de)Vista aérea do Big Grand Cay, nas Bahamas, arquipélago leiloado neste ano (Foto: www.vladi-private-islands.de)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PALETES E CAIXOTES DE MADEIRA NA SUA CASA JÁ!

Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

A flor mais rara do mundo