quarta-feira, 25 de junho de 2014

NOAA aponta que 2014 teve o mês de maio mais quente desde 1880

25/06/2014 09h14 - Atualizado em 25/06/2014 09h24

Estimativa mundial foi divulgada esta semana pela agência dos EUA.

Temperatura média na superfície terrestre e dos oceanos atingiu 15,54ºC.

Da France Presse

O mês de maio de 2014 foi o mais quente no mundo desde que começaram a subir as temperaturas em 1880, anunciou nesta semana a Agência Americana Oceânica e Atmosférica (NOAA).
A temperatura média na superfície terrestre e dos oceanos atingiu 15,54ºC em maio, isto é, 0,74°C a mais que a média de 14,8°C no século 20. Também foi o 39º mês de maio consecutivo e o 351º mês seguido em que a temperatura global do planeta esteve acima da média do século passado, explicou a agência do governo dos EUA.
A última vez em que a temperatura de um mês de maio foi inferior à média do século 20 remontava a 1976. O último mês em que a temperatura esteve abaixo da média foi fevereiro de 1985. A maior parte do planeta viveu em maio deste ano temperaturas mais quentes do que a média com picos de calor no leste do Cazaquistão, partes da Indonésia e noroeste da Austrália.
No entanto, partes do nordeste do Atlântico e locais limitados no noroeste e sudoeste do Pacífico, assim como nas águas oceânicas do sul da América, foram mais frias do que a média. A temperatura de abril de 2014 foi similar com a de 2010, que tinha sido a mais quente registrada no planeta aquele mês desde 1880, segundo a NOAA.
Segundo prognósticos da NOAA, há 70% de probabilidades de que a corrente quente do Pacífico El Niño volte a aparecer este verão no hemisfério norte e 80% de possibilidades de que surja durante o outono e inverno próximos, o que poderia ter um impacto importante nas temperaturas e nas precipitações em todo o mundo.

Nenhum comentário:

DST pouco conhecida preocupa especialistas

A 'Mycoplasma genitalium' (MG), bactéria causadora de doença sexualmente transmissível, já tem mostrado resistência aos antibióti...