Estudo mostra que crustáceos sentem stress


Feita com lagostins, pesquisa revela que esses animais se acalmam ao receber uma droga utilizada para tratar ansiedade em humanos

Lagostim, pequeno crustáceo utilizado na culinária
Lagostim, pequeno crustáceo utilizado na culinária (Getty Images)
Um novo estudo mostrou que os lagostins (pequenos crustáceos) são capazes de sentir stress e se acalmam quando recebem uma droga utilizada para tratar ansiedade em humanos. As descobertas sugerem que os invertebrados são capazes de vivenciar emoções rudimentares, algo desconhecido até então. A pesquisa foi publicada nesta sexta-feira na revista Science.
CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Anxiety-like behavior in crayfish is controlled by serotonin

Onde foi divulgada: periódico Science

Quem fez: Pascal Fossat, Julien Bacqué-Cazenave, Philippe De Deurwaerdère, Jean-Paul Delbecque e Daniel Cattaert

Instituição: Universidade de Bordeaux, na França, e outras

Resultado: O estudo mostrou que o lagostim sentem stress e se acalmam quando recebem uma droga utilizada para tratar ansiedade em humanos
Os cientistas aproveitaram o fato de que esses animais preferem ambientes escuros para desenvolver o experimento. Depois de receber uma série de choques elétricos leves, as cobaias foram colocadas em um tipo de labirinto aquático, que possuía trechos escuros e outros iluminados. Estressados devido ao choque, os lagostins se recusavam a entrar nas partes claras e até no labirinto em si. Em comparação, animais que não receberam choques entraram no labirinto e, apesar de preferirem os caminhos escuros, exploraram as regiões iluminadas.
Segundo o estudo, os animais responderam positivamente ao clorodiazepóxido (CDZ), droga utilizada para tratar a ansiedade em humanos. Os crustáceos tratados com esse medicamento se tornavam mais propensos a explorar as partes iluminadas do aquário. "Nossos resultados destacam a habilidade de um invertebrado de exibir um estado similar às emoções dos mamíferos", escreveram os autores do estudo.


Dor — No ano passado, um estudo feito com caranguejos-verdes, utilizando o mesmo princípio de regiões escuras e iluminadas, concluiu que esses animais são capazes de sentir dor. Esse tipo de pesquisa é importante porque crustáceos, como lagostas e caranguejos, são os ingredientes principais de diversos pratos e iguarias consumidos pelo mundo afora. Métodos comuns de preparo desses animais incluem atirá-los em água fervente ou arrancar partes deles, enquanto ainda estão vivos. Em restaurantes, é comum que os crustáceos fiquem em aquários, para serem escolhidos pelo consumidor e, assim, consumidos ainda frescos.
by Veja

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PALETES E CAIXOTES DE MADEIRA NA SUA CASA JÁ!

Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

A flor mais rara do mundo