Ciclone traz vento de 104 km/h e provoca inundações e deslizamentos


Por: Estael Sias Junho, 
29-06-2014 | 11:15 | 
Categoria: Vento e ciclones



O alerta da MetSul de que os problemas de deslizamentos e inundações por excesso de chuva passariam do Norte para o Centro e o Sul dos Estado se confirmou com intensas precipitações e problemas nestas regiões do Rio Grande do Sul. Os acumulados de chuva em 48h até 9h da manhã de hoje nas estações automáticas do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) atingiram 142 mm em Santa Maria, 88 mm em Rio Pardo, 72 mm em Torres e Santiago, 71 mm em Rio Grande, 62 mm em São Gabriel e Canguçu, 54 mm em Porto Alegre e 52 mm em Tramandaí. À medida que segue chovendo em pontos do Sul, Centro e parte do Oeste do Estado neste domingo, os volumes vão aumentar com risco de mais transtornos na região.




Arroio subiu muito no sábado e alagou pontos de Monte Alverne, na região do Vale do Rio Pardo – Brigada MilitarDivulgação




Manhã deste domingo começou com inundações em pontos de Paraíso do Sul, no Centro do Estado – Rádio Integração AM 1310


Em Santa Maria, a precipitação muito volumo trouxe o transbordamento do Rio Vacacaí e alagamentos em pontos da cidade. A ERS-400, rodovia que liga as cidades de Candelária e Sobradinho, está totalmente bloqueada após um desmoronamento. O nível do Arroio Castelhano subiu muito e a estrada entre Monte Alverne e linha Araçá foi interrompida no Vale do Rio Pardo. Também na região, o Rio Pardinho está mais de sete metros acima do nível normal. Um deslizamento entre Novo Cabrais e Candelária, na RST-287, afeta o trânsito (foto abaixo de Luiz Henrique Trevisan/Gazeta do Sul). Em Venâncio Aires, cheia do Arroio Castelhano alagou a parte mais baixa da cidade. O Bairro União ficou debaixo d’água. A cabeceira da ponte entre Novo Cabrais e Candelária caiu e o trânsito foi bloqueado. Em Paraíso do Sul, há inundação em pontos do município. Na madrugada, trechos da BR-116 Sul entre a Capital e Pelotas tiveram que se bloqueados porque havia água na pista, sobretudo nas áreas de Tapes e Barra do Ribeiro, mas nesta manhã estavam liberados. A invasão das águas na rodovia é condizente com dados apurados pela MetSul Meteorologia de chuva de até 170 mm em Barão do Triunfo (a Sudoeste de Porto Alegre).




Não apenas chuva forte trouxe o ciclone nas últimas horas. Ventou muito também. Porto Alegre registrou rajadas perto de 60 km/h e a Prefeitura atendeu ocorrências de quedas de árvores e galhos (foto abaixo de Sergio Heinrich). Já no interior, as estações automáticas do Inmet apontaram até 9h desta manhã rajadas de 90,7 km/h em Canguçu, 81,3 km/h em Rio Grande, 78,2 km/h em São Gabriel e 62,6 km/h em Caçapava do Sul. A MetSul apurou que no Porto de Rio Grande, o vento atingiu 104,6 km/h às 5h da manhã, confirmando o alerta feito pela MetSul que o vento no Litoral Sul seria o mais forte e que estaria ao redor de 100 km/h. As operações no porto estão suspensas pelo vento forte e o mar agitado com vagas de até 4 metros.




O ciclone extratropical traz hoje o oitavo dia seguido de instabilidade. Chove na maioria das regiões. Segue o alerta para o restante deste domingo de chuva localmente forte a intensa em pontos da Metade Sul, Campanha e de forma mais isolada do Centro e do Oeste. Devido à rotação do ciclone, algumas áreas, como previsto, têm a presença do sol no Nordeste do Estado. Caso de Porto Alegre. É melhoria temporária pelo giro do ciclone e deve voltar a chover. O vento sopra moderado na maioria das regiões gaúchas com ocasionais rajadas fortes. Porto Alegre e região tem vento mais fraco que ontem que nas rajadas deve ficar entre 40 e 50 km/h na maioria dos pontos hoje, mas nesta segunda será mais forte com rajadas de 50 a 60 km/h, ocasionalmente superiores. Onde venta mais forte hoje é na Campanha e no Litoral Sul, mas ainda neste domingo o vento deve se intensificar mais na Serra e nos Aparados. O ciclone traz ar polar e faz frio em grande parte do interior. Amanhã, o sol aparece no Oeste e no Noroeste, mas as Metade Sul e Leste ainda vão ter muitas nuvens, chuva e garoa, inclusive com risco de pancadas fortes localizadas. O vento se concentra amanhã na Metade Leste com rajadas mais fortes nas lagoas e junto à costa. A segunda em Porto Alegre deve ser bem mais fria com muitas nuvens e no decorrer do dia pode ter chuva e garoa com vento para baixar a sensação térmica. Melhoria na segunda metade do dia, sobretudo no entardecer ou pela noite.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PALETES E CAIXOTES DE MADEIRA NA SUA CASA JÁ!

Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

A flor mais rara do mundo