Morte de espião britânico achado dentro de mala foi acidental

13/11/2013 - 12h06


Ouvir o texto

O agente de inteligência britânico achado morto em uma bolsa de viagem provavelmente se matou por acidente ao se trancar sozinho na mala, informou a polícia nesta quarta-feira.
A investigação chegou à conclusão que Gareth Williams, de 31 anos, não foi assassinado e sim se enfiou na bolsa. No entanto, após três anos de investigação, a polícia ainda não descartou a possibilidade de que haja outra pessoa envolvida no caso.
"Minha opinião pessoal ao final da investigação é que o que aconteceu foi um acidente", declarou Martin Hewitt, da polícia metropolitana de Londres.
"Estou convencido de que sua morte não tem relação com seu trabalho", acrescentou.
Polícia Metropolitana/Associated Press
O agente de inteligência britânico Gareth Williams, de 31 anos
O agente de inteligência britânico Gareth Williams, de 31 anos

A tese da polícia contradiz os médicos forenses, que, em 2012, disseram que Williams provavelmente foi vítima de outra pessoa.
Hewitt não quis especular se a morte de Williams em seu apartamento de Londres, em agosto de 2010, teve algo a ver com seus interesses sexuais e sadomasoquistas.
"Foi comprovado que é teoricamente possível que uma pessoa se feche a si mesma numa bolsa, e na mesma posição que encontraram ", afirmou.
O corpo nu e em decomposição de Williams foi encontrado dentro de uma bolsa de viagem fechada na banheira de seu apartamento.
O agente se dedicava a decifrar códigos para a GCHQ (Government Communications Headquarters) e foi transferido para o serviço de espionagem externa MI6.
Ninguém foi detido por sua morte.


Imagens de vídeo mostram reconstituição na qual um especialista de yoga mostra ser possível entrar em mala sozinho

by Folha UOl

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PALETES E CAIXOTES DE MADEIRA NA SUA CASA JÁ!

Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

A flor mais rara do mundo