Liberdade de Imprensa Ameaçada no Brasil


2 de fevereiro de 2013





A Liberdade de Imprensa no Brasil está sob grande ameaça. Ok, isso não é novidade para quem vem acompanhando há muito tempo os noticiários e a tentativa do governo petista de controlar, agora, a internet, já que os demais meios de comunicação já estão praticamente neutralizados.

A imprensa brasileira, desde o período militar, vem sendo infiltrada por agentes esquerdistas que hoje já detém quase 100% das redações. Oposição ideológica não sai! Procurem na grande mídia e certamente não encontrarão. Se encontrarem alguma coisa, vai ser totalmente sem expressão o que, em termos de comunicação, é a mesma coisa de não ter sido noticiado.

No Brasil, a liberdade de imprensa existe somente para denúncias de corrupção(roubalheira) ou para noticiar fatos que sejam relevantes para ações do governo. Já publiquei aqui falando sobre a importância da corrupção para movimentos revolucionários (embora de forma bem sintetizada) e o quanto isso causa uma descrença na população, que se ver impotente, visto que não há muitos meios de detê-la.

A maior consequência da eleição do Renan Calheiros não vai ser a corrupção que fatalmente irá se instalar e nem a “aprovação da corrupção” pelo governo. A maior consequência da corrupção será a sensação de impotência que o brasileiro terá. A impotência de que mesmo sendo contra e não querendo um corrupto no comando do senado, o Renan Calheiros foi eleito e a população não teve força suficiente para impedir.

A sensação que fica é: Não adianta lutar, se os “comandantes” querem, isso será aplicado quer você queira ou não. Simples assim.

Atacando a Imprensa no Brasil

Como dito anteriormente, a mídia nacional está praticamente toda tomada por jornalistas esquerdistas. Então, como justificar as denúncias de corrupção ao governo? Não seria contraditório isso? Não. A corrupção é o menor dos problemas e ela está sendo utilizada comomunição para justificar atitudes futuras. O brasileiro já está (infelizmente) acostumado em ligar a TV e ver diariamente notícias contra corrupção.

Munição para a cara de pau dos ditadores petistas. Acusando a mídia de golpista e lhe atribuindo adjetivos que o brasileiro repudia e/ou tem medo, vai, pouco a pouco, convencendo com a desmoralização da imprensa.

Final do ano passado (2012) a mídia caiu em cima do mensalão e, inclusive, "caiu de pau" em cima do ex presidente (ex?) Lula. Isso gerou uma revolta gigantesca entre petralhas que viu o “intocável Lula” ser "bombardeado". (aspas pois não foi tudo isso)

Minha pergunta é: Será mesmo que ficaram tão revoltados assim? Isso não seria uma estratégia para ganhar argumentos e implantar a censura aos meios de comunicação?

Pressão de Baixo contra Pressão de Cima

Existe uma tática de movimentar a massa contra o governo para que este precise tomar atitudes e implantar leis que contenham essa pressão. É o que está acontecendo com a lei das cotas, as leis feministas, as leis anti homofóbicas e etc. Você estimula para que a massa, de baixo, faça a pressão e o Estado, de cima, desce com as leis. É exatamente assim! E as leis acabam sendo “justificadas”.

No caso para a liberdade de imprensa, a mídia entra como a massa, atacando o governo (de forma correta, só para deixar claro) e o governo se ver na “necessidade” de implantar leis para conter. Conter pois, segundo a ótica revolucionária, a mídia está sendo injusta, mentindo, querendo desmoralizar o governo e implantar um golpe. Exatamente o que os revolucionários querem e fazem. “Acuse-os do que você faz, xingue-os do que você é.”

Será por isso que jornalistas esquerdistas estão aplicando tanto as denúncias de corrupção? Corrupção todo brasileiro sabe que existe, então não mudará muita coisa se denunciá-la, mas essa denúncia serve de argumento para a “necessidade” de contê-la.

Observação: Felizmente existem jornalistas sérios. Se você se enquadra dentro deles, parabéns!

Ameaçando a Imprensa Brasileira

No final do ano passado não faltou ataques à mídia por parte do PT. Várias reportagens, vídeos, tweets, “facebookadas” e declarações malhando a mídia brasileira, preparando o terreno para 2013 vir com força total.

Num encontro de petralhas no Rio de Janeiro, Rui Falcão afirma: "não dá para avançar no Brasil sem uma reforma do Estado que pegue a questão da mídia monopolizada e o Judiciário conservador". E completa: "não é possível ter mais democracia no Brasil com o atual sistema político eleitoral, sobretudo se não se conquistar o financiamento público de campanha".

Vejam o vídeo na matéria em que ele diz, inclusive, que a oposição ao governo é a mídia. É... Ele pelo menos assumiu que politicamente não há oposição (já que eles conseguiram eliminar), o que ele esqueceu de assumir é que agora eles querem eliminar o “opositor” que restou. Vejam a Matéria (e principalmente o vídeo) Rui Falcão critica 'mídia monopolizada' e 'Judiciário conservador'.

Em outro vídeo, pouco tempo depois, Rui Falcão conclama a militância para ir às ruas em defesa de Lula. O ataque, novamente, qual é? A mídia, acusada de participar de uma campanha paraIMPEDIR O PROJETO.

Não muito tempo depois, para o Natal de 2012, o Ministro Gilberto Carvalho dá a dica: “Em 2013 o bicho vai pegar e nós precisamos fortemente da nossa militância na rua para defender o nosso projeto!”.

Ora! Quem não sabe que projeto é esse? É o projeto de transformar o Brasil (e toda América Latina) em algo parecido com a Venezuela e Cuba. É só vocês perceberem como toda a América Latina está na “mesma frequência”. Inclusive, o Foro de São Paulo está aí para isso (junto com a FARC, só para lembrar).




Conforme prometido, 2013 já começou com os ataques à mídia em declarações públicas dos petralhas. Reparem que em TODOS, exatamente TODOS os discursos a mídia é atacada. O ministro Franklin Martins, logo na primeira semana útil do ano, já levantou a bola para trazer de volta a discussão da “regulação da mídia”.

A oposição, felizmente, ainda é grande. Inclusive, DIZEM que a presidente é contra. Será que é para causar a impressão que a “coisa” está sendo discutida e pensada? Bom.. Recentemente saiu no Estadão que aDilma resistiu a pressão e vai manter o projeto que regula a mídia na gaveta, mas também, hoje, saiu na Folha uma matéria em que Lula “orienta” Dilma a seguir o programa do partido. Que programa é esse? Lembram das declarações do Rui Falcão, presidente do partido?

Então, é de se esperar que ainda venha muito ataque. É de se esperar que apareça uma série de eventos para tentar desmoralizar a mídia. Por conta disso tudo, a gente deve ficar de olho aberto e berrar contra qualquer movimentação que vise implantar a censura aos meios de comunicação.

Postado por Vitório Brasileiro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PALETES E CAIXOTES DE MADEIRA NA SUA CASA JÁ!

Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

A flor mais rara do mundo