Joaquim Barbosa autoriza ida provisória de Genoino para prisão domiciliar Decisão pode ser ratificada após a conclusão de laudo médico pedido hoje pelo STF

21/11/2013 | 16h16

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, decidiu autorizar, temporariamente, a transferência para regime de prisão domiciliar ou hospitalar do deputado federal licenciado José Genoino (PT-SP). Segundo a assessoria do STF, a mudança definitiva de regime depende de laudo médico.

Na tarde desta quinta, Barbosa pediu que o deputado licenciado passe por avaliação de uma junta de especialistas. Condenado no julgamento do mensalão, Genoino passou mal nesta quinta-feira em sua cela no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, e teve de ser levado às pressas para o Instituto de Cardiologia de Brasília. Segundo seus advogados, ele teve um princípio de enfarte.

O petista foi preso na última sexta-feira, junto com José Dirceu e outros envolvidos no escândalo.

Saiba mais:

> STF pede que Genoíno passe por avaliação de junta médica> José Genoino passa mal e é hospitalizado em Brasília
> Câmara deve aposentar Genoino por invalidez
> Acesse o infográfico sobre o caso do mensalão
> Acesse a capa de notícias sobre o julgamento

Veja quem são os 12 réus que tiveram prisão decretada
                     Veja a linha do tempo do julgamento do mensalão:
ZERO HORA


Comentários

Postagens mais visitadas