sexta-feira, 22 de março de 2013

Presidente do Uruguai não foi à missa do papa porque é ateu


TERÇA-FEIRA, 19 DE MARÇO DE 2013


José Mujica mandou o seu vice
representar o país no Vaticano


O presidente José Mujica (foto), do Uruguai, não foi hoje a primeira missa do papa Francisco porque é ateu, informou a primeira-dama e senadora Lucía Topolansky. “Temos grande respeito pela liberdade religiosa, mas nós [Mujica e Lucía] não acreditamos [em Deus]”, disse ela em entrevista à radio Vorterix.
Quem representou o país no Vaticano foi o vice-presidente Danilo Astori, que é católico.
“O Uruguai é um país absolutamente laico”, disse Lucía. “A Igreja está separada do Estado desde o século passado, e isso é um diferencial em relação aos demais países da América Latina.”


Carro de Mujica é um Fusquinha

Apesar da ausência de Mujica no Vaticano, ele foi lembrado pela imprensa italiana por suas semelhanças de comportamento com o papa Francisco.

Ambos dão prioridade aos pobres e têm horror à ostentação. Mujica anda em seu próprio carro, Fusca azul-celeste; e Francisco, como cardeal em Buenos Aires, costumava usar o transporte coletivo. O presidente uruguaio doa 90% do seu salário; e Francisco pediu que os argentinos não fossem ao Vaticano para torcer por ele no conclave, para doar o dinheiro da viagem aos pobres. Mujica e Francisco gostam de futebol, e ambos são acusados de populistas.

Em dezembro de 2012, Mujica participou de uma missa celebrada pela saúde do então presidente Hugo Chávez, da Venezuela.



Nenhum comentário:

DST pouco conhecida preocupa especialistas

A 'Mycoplasma genitalium' (MG), bactéria causadora de doença sexualmente transmissível, já tem mostrado resistência aos antibióti...