“Sempre que você quiser serviços de qualidade a preços baixos, você tem de ir para o livre mercado. Sempre que você quiser que o consumidor tenha poder sobre as empresas, você tem de ter um livre mercado. Agora, se você quiser que interesses especiais adquiram privilégios sobre todo o resto, que a concorrência seja suprimida, que os preços sejam altos e os serviços sejam precários, você precisa ter o governo controlando o mercado.” by Thomas Woods, “Monopólio e livre mercado – uma antítese”:

Luka Apps, um menino de 7 anos de Wiltshire, na Inglaterra, ficou famoso na internet após enviar um e-mail para a Lego e receber uma resposta surpreendente. O garoto perdeu seu boneco e resolveu pedir ajuda para a fabricante de brinquedos.
Ele explica no e-mail que comprou o kit Ultrasonic Raider, do personagem Ninjago, com todo o dinheiro que ganhou de Natal. Um bom investimento, diga-se de passagem. Alguns dias depois, ele foi com seu pai em uma loja e quis levar um dos bonecos do kit, chamado Jay ZX, contrariando as recomendações do pai. E se existe um fato sobre os LEGOs é que aquelas pequenas peças são fáceis de se perder. Durante o passeio, o brinquedo caiu do bolso do casaco de Luka, que ficou realmente chateado com a perda.
Então, seu pai o aconselhou a mandar um e-mail para a Lego e ver se eles poderiam lhe dar outro boneco. Na mensagem, Luka escreveu que ficou triste e prometeu não cometer o erro novamente.
Um dos representantes da empresa entrou em contato com o menino com uma resposta inusitada. Na mensagem, o funcionário entrou no universo infantil e fingiu conversar com um mestre ninja. Ele também avisou Luka que ele receberia outro boneco, desde que tomasse mais cuidado da próxima vez.
Veja as mensagens trocadas entre o menino e a Lego.
Carta de Luka Apps:
“Olá. Meu nome é Luka e tenho sete anos. Comprei um kit Ultrasonic Raider, do Ninjago, com todo o dinheiro que eu consegui no Natal. O número é 9449. Ele é muito bom mesmo. Meu pai me levou ao Sainsburys [loja] e me disse para eu deixar os bonecos em casa, mas eu os levei. O Jay ZX caiu do bolso do meu casaco e eu o perdi. Eu fiquei realmente triste por perdê-lo. Meu pai falou para eu mandar um e-mail e ver se vocês podem me mandar outro boneco. Eu prometo que não vou levá-lo novamente à loja se vocês me derem um novo. Obrigado.”
Pouco tempo depois Luka recebeu uma resposta de Richard, do serviço de atendimento ao cliente da LEGO. Ele escreveu que tinha falado com Sensei Wu, um mestre da linha Ninjago.
Resposta da Lego:
“Obrigado por nos mandar um e-mail. Sentimos muito em ouvir que você perdeu Jay ZX. Parece que o seu pai estava certo sobre deixar o kit em casa. Também parece que você está muito triste com toda a história.
Normalmente, nós pediríamos para você pagar por um novo, já que você perdeu um de seus bonecos. Meus chefes me disseram que eu não poderia te enviar um de graça. Mas eu decidi fazer uma ligação para Sensei Wu [personagem do kit] e ver se ele poderia me ajudar.
Luka, eu falei com Sensei Wu que você perdeu seu boneco do Jay ZX em uma situação totalmente acidental e que você nunca, nunca, nunca mesmo vai deixar isso acontecer de novo.
Então, Sensei me pediu para dizer isso: ‘Luka, seu pai parece ser um homem realmente muito sábio. Você deve proteger seus bonecos Ninjago como os dragões protegem as armas Spinjitzu!’. Sensei Wu também disse que está tudo certo se mandarmos um novo boneco para você e disse que seria legal se incluíssemos alguns itens extras no pacote. Afinal, somente um fã de verdade gastaria todo seu dinheiro de Natal com o kit completo.
Esperamos que você goste do Jay ZX com todas as armas. Você vai ser o único a ter um kit que combina três bonecos em um só. Também vamos mandar um cara realmente mal que possa lutar com ele.
Porém, lembre-se sempre do que Sensei Wu falou: proteja seus bonecos como as armas do Spinjitzu e sempre ouça o que seu pai falar.”
Feliz,o garoto postou uma foto em seu Twitter com todos seus bonecos – inclusive o Jay recuperado – e mostrou toda sua gratidão, fruto do espírito de Natal ainda presente em 2013 nos funcionários que tiveram contato com seu pedido.
E isso pessoal é um exemplo de como empresas podem marcar seus clientes ao longo da vida. E como o livre-mercado recompensa, ao longo do tempo, empresas que colocam em um pedestal sua maior riqueza: os clientes. O que determina se um empreendimento será pujante e lucrativo ou se ele desaparecerá rapidamente é simplesmente a decisão dos consumidores de, VOLUNTARIAMENTE, comprar ou não seus produtos ou serviços. Ao contrário de uma empresa, autarquia ou serviço estatal, não há ninguém apontando armas para ninguém, não há coerção, não há chantagem, não há qualquer tipo de obrigação. Há apenas um empreendimento implorando para poder servir VOCÊ, seu cliente

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PALETES E CAIXOTES DE MADEIRA NA SUA CASA JÁ!

Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

A flor mais rara do mundo