(...)"O Ministério Público começou a colher dados que podem não depor a favor dos donos da boate e da banda “Gurizada Fandangueira”. Já se havia tratado aqui da hipótese de que a cena da tragédia havia sido adulterada. Agora se tem mais do que a hipótese: há a certeza da adulteração. Com que propósito? Eis algo a ser investigado".(...)


Se suspeitas do MP se confirmarem, tragédia da boate Kiss pode caminhar do culposo para o doloso

Todo cuidado é pouco, mas todo rigor é necessário. Que um monte de gente fez o que não deveria ter feito e deixou de fazer o que deveria ter feito no caso da boate Kiss, em Santa Maria, isso já está mais do que evidente. Não é todo dia que um acidente mata 231 pessoas. É preciso que várias manifestações de estupidez se combinem. No mínimo, pois, há ações e omissões culposas, aquelas que não têm a intenção de provocar danos. Mas pode haver mais do que isso.
O Ministério Público começou a colher dados que podem não depor a favor dos donos da boate e da banda “Gurizada Fandangueira”. Já se havia tratado aqui da hipótese de que a cena da tragédia havia sido adulterada. Agora se tem mais do que a hipótese: há a certeza da adulteração. Com que propósito?  Eis algo a ser investigado.
A depender de para onde caminhe a coisa, as omissões e ações culposas começam a penetrar no terreno do dolo. Leiam o que informa Pâmela Oliveira, na VEJA.com:
Os peritos que foram à boate Kiss horas depois do incêndio que matou 231 pessoas, no domingo, voltaram sem os principais elementos capazes de detalhar a mecânica da tragédia em Santa Maria. A casa noturna tinha câmeras em quase todos os ambientes, mas nenhum dos equipamentos foi encontrado – apesar de os fios, muitos deles intactos, estarem no local. Os computadores que registravam a contabilidade, consumo de frequentadores e o total de pagantes também sumiram. Segundo a promotora Waleska Agostini, a suspeita é de essas provas tenham sido removidas no intervalo entre a morte dos jovens e o início do trabalho de perícia. “Havia a fiação, mas as câmeras e as imagens sumiram”, disse Waleska.
Apesar dos fortes indícios de que as câmeras foram intencionalmente removidas, Waleska, que é uma das responsáveis pela investigação da tragédia, diz não ter como afirmar categoricamente que isso ocorreu, nem atribuir culpa aos donos da boate. Em relação aos computadores, no entanto, a promotora foi taxativa. “Os computadores da boate Kiss foram retirados antes da chegada da polícia. Os dois empresários presos e os músicos são suspeitos de adulteração de provas”, disse. Segundo ela, as prisões foram pedidas pois havia a necessidade de afastar a chance de novas interferências na investigação.
Há ainda um terceiro conjunto de provas que, estranhamente, não foi encontrado: as caixas e vestígios do espetáculo pirotécnico da banda Gurizada Fandangueira. Um dos presos é o cantor da banda, Marcelo de Jesus dos Santos. Outro integrante da banda também foi preso, o auxiliar Luciano Bonilha, que transporta instrumentos e ajuda nos efeitos especiais durante as apresentações. Os dois estão entre os suspeitos de acionamento dos fogos que iniciaram a queima do material de isolamento acústico. Waleska Agostini disse ao site de VEJA que não foram localizados itens como caixas, peças ou componentes usados no show de fogos de artifícios relatado pelas testemunhas do incêndio.
A Polícia Civil do Rio Grande do Sul obteve na Justiça mandados de busca e apreensão para uma série de endereços dos envolvidos na tragédia. O objetivo é tentar localizar equipamentos, como as câmeras e computadores, e outros indícios que ajudem a esclarecer o total de pessoas na casa, as condições dos equipamentos, os tipos de fogos empregados no show e, ainda, as imagens sobre o comportamento dos funcionários da casa no momento da tentativa de fuga das vítimas.
“Essas imagens e os registros dos computadores podem conter, por exemplo, as informações sobre excesso de público, dados sobre o momento exato do início da tragédia, a demora para liberar a saída e o funcionamento dos equipamentos de segurança”, disse Waleska.
PresosAté o momento, há quatro presos. O empresário Mauro Hoffmann, um dos sócios da boate Kiss, de Santa Maria, se entregou à polícia às 14h15 desta segunda-feira. Com a prisão temporária decretada, ele era considerado foragido e chegou acompanhado de um advogado. Mais cedo, foram detidos outro proprietário do estabelecimento, Elissandro Spohr, e os dois músicos da banda. Todas as prisões temporárias por cinco dias podem ser prorrogadas.
  1. Fernando
     - 
    28/01/2013 às 20:56
    Nessas horas o povo procura bodes expiatórios para descarregar toda a raiva derivada da impotência perante o ocorrido e também, se der no jeito, descarregar um pouco da ódio que sente de si mesmo. Não que eu conheça alguém dessa banda, da boate, ou do Corpo de Bombeiros. Espero, claro, que sejam investigados e, se realmente culpados, paguem pelo fizeram, mas só pelo que fizeram.
    .
    Não vamos esquecer que a burocracia nesse país é um verdadeiro inferno, e que é praticamente impossível encontrar uma empresa que tenha todos os alvarás, registros, concessões, certidões etc em dia.
    .
    Em relação ao sinalizador que teria sido utilizado dentro da boate, quem, sinceramente, poderia imaginar que isso causaria um incêndio? Se foi isso que aconteceu, acho que não foi culposo.
    .
    Sobre haver apenas uma saída, pergunto, quando as Torres Gêmeas vieram abaixo, alguém pensou na “culpa” de quem projetou um prédio de 110 andares, com saída em apenas um? Quantas “saídas” tem um Boeing na pista? E no ar?
    .
    Vou rezar pelas vítimas e por seus familiares, e vou pedir que não busquem consolo na raiva, pois é um caminho enganoso.
  2. Carlos Aurélio
     - 
    28/01/2013 às 20:53
    Em primeiro lugar não foi uma tragédia foi um crime de dolo indireto do estado e da prefeitura, por absoluto desleixo e descaso. A afirmativa da presidente “vamos assegurar que jamais isso vai se repetir, significa dizer: daqui em diante prometemos fazer o que deveria ter sido feito mas não foi feito”. O governador do Estado RS e o prefeito de Santa Maria e os donos da boate devem ser indiciados pela morte de tantos jovens!
  3. Rubens Costa
     - 
    28/01/2013 às 20:53
    Reinaldo, boa noite! Como é que uma casa funciona sem o estar com o alvará de funcionamento em ordem? Simples, aqui no Brasil tudo funciona com aquele jeitinho, depois… bom, depois as “autoridades” pegam e punem os pequenos.
  4. JAM
     - 
    28/01/2013 às 20:48
    Pergunta : onde estava a polícia que não interditou o prédio após a tragédia ?
  5. Paulo Bento Bandarra
     - 
    28/01/2013 às 20:46
    Sem esquecer a responsabilidade de quem instalou e permitiu um isolamento altamente inflamável e TÓXICO. Era uma armadilha preparada para tragédia. Quantos outros estabelecimentos não tem este mesmo material mortífero?
  6. macarrão com farinha
     - 
    28/01/2013 às 20:46
    Essa casa de shows é um labirinto, uma armadilha, deu o beijo da morte nesses jovens.
  7. Lekka
     - 
    28/01/2013 às 20:37
    Tio Rei, veja o que está rolando no twitter Não sei se é verdade, mas se for, pode explicar parte dessas provas que andam sumindo?
  8. Nando SP
     - 
    28/01/2013 às 20:36
    Deputado do PT é o dono da Kiss
    ESTÁ EXPLICADO PORQUE A ALTA CÚPULA DO PT SE DESLOCOU PARA FICAR FAZENDO ENCENAÇÕES! SABEM PORQUE A BOATE KISS FUNCIONAVA A TODO VAPOR SEM FISCALIZAÇÃO? PORQUE SEU PROPRIETÁRIO É O DEPUTADO DO PT/RS PAULO PIMENTA
    . DILMA E SUAS LÁGRIMAS DE CROCODILO NÃO CONVENCERAM.
    bit.ly/WndtAm
    #AcordaBrasil
  9. CLAUDIO/NITERÓI
     - 
    28/01/2013 às 20:35
    Acho que os donos do estabelecimento e os músicos da banda são responsáveis pela tragédia, mas como conseguiriam subtrair essas provas de dentro do estabelecimento em chamas ou após? Durante o evento trágico todos queriam se salvar; após, ninguém viu eles retirando computadores e caixas?
  10. Mauricio.
     - 
    28/01/2013 às 20:31
    A Polícia deixo a cena do crime a Deus dará?
    É muita incompetência junta!
  11. ALEXANDRE
     - 
    28/01/2013 às 20:30
    Vereadores de Santa Maria !!! PORQUE EXISTEM VEREADORES !!!
    Jorge Ricardo Xavier
    Paulo Airton Denardin
    Sandra Rebelato
    Sérgio Roberto Cechin
    Helen Martins Cabral
    Jorge Carlos Trindade Soares
    Luiz Carlos (Fort)
    Claudio Rosa
    João Carlos Maciel
    Maria de Lourdes Castro
    Manoel Renato Teles Badke
    Admar Pozzobom
    Werner Rempel
    Marion Mortari
  12. Rodrigo
     - 
    28/01/2013 às 20:29
    Reinaldo, corre um boato na internet de que o dono real da boate Kiss é o deputado Paulo Pimenta, do PT.
    De acordo com o tal boato, há dois “donos”, que na realidade são gerentes laranjas de duas “empresárias”, que na realidade são laranjas do deputado Paulo Pimenta.
    Desconheço se essas informações são verdadeiras ou não, mas é o que vem sendo divulgado em algumas páginas no Facebook.
  13. Claudio
     - 
    28/01/2013 às 20:25
    Olha amigos estou muito triste pela tragedia,e acho que todos os culpados devem ser julgados conforme o rigor da lei,acho que o mais rigoroso deve ser pelo integrante da banda que soltou os articicios de fogo,só assim teremos a punição deste irresponsavel,sé sosse em outro pais seria terrorismo,agora o poder municipal que fiscaliza tambem ,deixar a dicoteca abrir com alvará vencido,rigor da lei mesmo que os PeTalhas queiram achovalhar o STF e as leis deste pais,eu acho que o STF deve se pronunciar a respeito já que a chefe do executivo esteve lá ,o Senado tambem,enfin os tres poderes não devem se omitir!
  14. Strapasson
     - 
    28/01/2013 às 20:21
    Mas… meu Deus! O local não foi isolado e protegido até a chegada da perícia depois de certificado que não havia mais vítimas?
    Não é padrão no caso de um sinistro? Ainda mais dessa natureza? Francamente!!!
    Espero não estar sendo precipitada mas aí tem gente “graúda” envolvida. Ah, se tem. Aguardemos.
  15. Ivã Reis
     - 
    28/01/2013 às 20:21
    Muita calma nessa hora! Estamos no Brasil e sabemos que furtos sempre acontecem.
    Por exemplo, quando um caminhão tomba, a carga é saqueada.
    Não há garantias que logo após a confusão, os computadores não tenham sido saqueados.
  16. Rodolfo
     - 
    28/01/2013 às 20:19
    “Os computadores da boate Kiss foram retirados antes da chegada da polícia. Os dois empresários presos e os músicos são suspeitos de adulteração de provas”, disse.
    ———————————————————-
    Estranho, pois a Promotora não estava lá para saber!
    Não poderia ter sido a própria PM ou algum Bombeiro que retirou tais equipamentos? Por quê essa rapidez de conclusão?
    Não quero defender ninguém, mas consta que um dos donos presos estava inclusive lá com a mulher grávida. Duvido muito que no meio da confusão ele tivesse tempo de raciocinar e sair da boite no meio daquela confusão, fumaça, gritaria, correria, escuridão, fogo, calor… e ainda organizar seguranças e empregados para saírem com todas as provas(computadores).
  17. Dulce Regina
     - 
    28/01/2013 às 20:17
    A que ponto, nós chegamos !!! SEM PALAVRAS !!!
  18. simplesmente maria
     - 
    28/01/2013 às 20:15
    O tradicional baguncismo brasileiro impera: como é que computadores, equipamentos e filmes podem ter sido retirados “antes da chegada da Polícia”? Ora, ora, a partir do momento em que uma tragédia dessa se inicia (ou seja, já a partir do momento do combate ao incêndio e operação de resgate de vítimas), as autoridades têm de controlar o movimento de entrada/saída de pessoas e equipamentos.
  19. Luis Marcelo
     - 
    28/01/2013 às 20:14
    Há um boato correndo pelo FaceBook que diz que os pretensos donos da boate Kiss são na realidade somente gerentes. O verdadeiro dono da boate seria um deputado federal e estariam tentando encobrir o fato. A conferir.
  20. ricardo
     - 
    28/01/2013 às 20:12
    Jesus, a policia nao isolou a área???????? de novo, como no caso daquele rapaz que morreu esfaqueado pelo dono do restaurante??? como pode ter havido alteração da cena da tragedia??? no meio daquele caos quem se lembraria e teria condições de carregar uma CPU para apagar imagens do circuito interno da casa??? isso foi feito no dia seguinte? a policia nao fez o básico do básico – de novo!!! – em isolar a cena do crime?????? eh de esmurrar o teclado de tanta raiva!!!
  21. Rafael
     - 
    28/01/2013 às 20:11
    Reinaldo, boa-tarde.
    Por favor, peço que confirmes esta informação, a qual roda o Facebook (Revoltados Online): um dos proprietários da boate Kiss seria Paulo Pimenta, do PT.
  22. Cristiano
     - 
    28/01/2013 às 20:08
    A polícia deveria primeiro explicar porque não isolou e lacrou o local da tragédia até o término da perícia. Incompetência ou preguiça?
  23. MD
     - 
    28/01/2013 às 20:04
    se tiverem acesso aos celulares das vítimas, decerto vão encontrar muita explicação para tudo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PALETES E CAIXOTES DE MADEIRA NA SUA CASA JÁ!

Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

A flor mais rara do mundo