Gérard Depardieu: “Tenho um passaporte russo, mas sou francês”


O ator Gérard Depardieu falou nesta segunda-feira (7) com a imprensa pela primeira vez desde o início da polêmica com o governo francês, que culminou com o ator recebendo um passaporte russo no último domingo (6). Depardieu negou que está deixando a França e que pretende fugir do plano de aumentar os impostos dos mais ricos, proposto pelo presidente da França, François Hollande.
O ator conversou com o canal esportivo L’Equipe 21 após participar da cerimônia de premiação Bola de Ouro, da Fifa, como conta o jornal Le Figaro.

“Eu tenho um passaporte russo, mas eu sou francês, e certamente terei dupla cidadania belga”, disse Depardieu. “Se eu quisesse fugir dos impostos, como a imprensa francesa diz, eu já teria fugido há muito tempo”.

A polêmica envolvendo o ator e o governo francês começou em dezembro, quando a imprensa noticiou que Depardieu pretendia comprar uma casa na Bélgica e se mudar para fugir do plano do governo socialista de Hollande de taxar em 75% as pessoas mais ricas do país. No domingo (6), Depardieu se encontrou com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e recebeu um passaporte russo. Por decreto, Putin concedeu a cidadania russa a Depardieu, gerando uma onda de criticismo na França contra o ator, acusado de trair seu país de origem.
O plano de Hollande para taxar os mais ricos foi barrado pela Suprema Corte da França no dia 29 de dezembro. O governo francês prometeu reescrever o projeto e apresentar na próxima votação do Orçamento. O plano taxaria cerca de 1.500 franceses – os mais ricos do país – por dois anos, para gerar uma receita de 500 milhões de euros.

Foto: Gérard Depardieu posa com passaporte russo, em foto no último domingo. Mordovmedia.ru/AP

Saiba mais:

by Época

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PALETES E CAIXOTES DE MADEIRA NA SUA CASA JÁ!

Reencarnação e Alma dos Animais por Chico Xavier

A flor mais rara do mundo