quinta-feira, 22 de março de 2012

E viva Florianópolis!!!! E viva o amor pelos animais! E viva a generosidade do povo!!!! Que povo hospitaleiro!!! Que povo generosos e amoroso!!! que almas abençoadas! que pessoas divinas!!! Que espirito elevados!!! Que criaturas fascinantes!!!! Realmente os gauchos é que sao trastes.... Graças a Deus. Nos deixe como somos por favor. E se olhem no espelho, olhem bem para seus rabos e telhados de vidro. e evitem tocar pedras no telhado de vizinhos. como eu disse o castigo vem a galope. e acredite, quemme enviou isso, foi uma catarinense que eu adoro, respeito, admiro e tenho um carinho enorme. Que nao cabe dentro de mim. Ela é catarinense e integra. E de pessoas assim que me certo, independente de credo, cor, religiao ou naturalidade. Eu gosto de Gente. Nao de calhas mentirosos e escrotos. by Deise

by MM

Gente, esse fato aconteceu agora dia 19. Essa FDP
pode ter pego essa gatinha na Feira da PATA, no sábado, mas tb pode ter sido com qqr pessoa. Além disso, na sacola, haviam coisas de gato compradas na Agro Campo Verde. Me falaram q há umas 4 agros dessa pela cidade.
Precisamos descobrir quem fez essa monstruosidade.
A mãe da minha amiga presenciou tudo, mas saiu para socorrer a gatinha e não conseguiu pegar a placa da desgraçada.... peço ajuda na circulação desse e-mail, pois temos q encontrá-la.
Esse caso tem a mesma dimensão do caso da york, não podemos nos silenciar.
Ajudem, divulguem, temos q encontrar e fazer esse monstro pagar pelo q fez.
Os contatos da Bianca, minha amiga, são: (48) 9973.3572/ 9610.7425
Qqr informação será valiosíssima.
Qts anjos não passam por isso na mão de gente sem amor algum...
Segue o relato dela!

 

Fim de tarde do dia 19 de março, segunda feira, horário da saída do colégio. Uma mulher acompanhada de um menino de aproximadamente 10 anos, estaciona o veículo cinza na entrada da garagem de uma residência próxima ao colégio visão na Rua José do Vale Pereira em Coqueiros, Florianópolis. Retira do carro uma sacola e uma gatinha de aproximadamente dois meses. O animal tenta inutilmente agarrar em sua blusa mas é arremessada violentamente contra o muro e em direção a 3 cães de guarda. A gatinha cai, em choque, sangrando pelo nariz. Os cães adestrados são controlados pelo dono da casa. A mulher após agredir verbalmente uma testemunha que tentou detê-la, parti com o carro em alta velocidade. O animal agonizando acaba morrendo, sem tempo de socorro veterinário.

Detalhes:

Agressora tinha a intenção de matar;

A vítima não teve nenhuma chance de defesa;

O menor presenciou toda cena;

Os objetos da sacola (ração, areia, potes, brinquedos) tinham pouco tempo de uso, concluindo-se, que a gatinha tinha sido adotada recentemente.


Se você tem alguma informação denuncie. A criminosa precisa ser punida.




--

Pri
Pri Fernandes Adote (Facebook)
ADOÇÃO+CASTRAÇÃO+EDUCAÇÃO!
Mantenha seu animal identificado!
Você deve adotar um animal não porque está "na moda" adotar, pois modinhas passam e o animal não é um objeto de descarte, é uma VIDA!
Quando fores adotar um animal, lembre que ele viverá e dependerá de você ao longo de 10/15 ou mais anos. Antes de qualquer coisa, adotar é um ato de amor, respeito a vida e de responsabilidade. Pense se realmente você preenche esses 3 requisitos, senão não adote!



Poeminha do Contra

Mario Quintana
Todos
estes
 que
estão
Atravancando
o
meu
caminho,
Eles passarão.
Eu passarinho!

Outra surpresa. Encontrei este texto meu de 1998. Da época que morei em Portugal. Eu tinha um site, meu primeiro, feito em html. E estava hospetado em net.pt. Saiu do ar e nunca mais consegui meus textos de volta. Tomara encontrar outros. De lá pra cá tanta coisa mudou. E ao mesmo tempo parece tudo tão basicamente igual. by Deise

Contudo



Contudo, viver é algo difícil. Mas apaixonante.
Abrir uma explanação com uma conjunção adversativa, é induzir o leitor que a conversa iniciou no meio.
O contudo é uma refinadíssima senha para o desencadeamento de muitas tramas costuradas com requintes de tapeceiros.
O leitor que trate de imaginar o que aconteceu antes da conjunção, enquanto empreendo a partir da vírgula uma delirante viagem por quase quatro décadas de história.
O cortejo de personagens inclui, amigos, inimigos, amores, desamores, família, filhos, advogados, juízes, peixes, escorpiões, e outras figurinhas carimbadas da estória oficial.
Mas as palavras estão desde o início confinados em asteriscos e notas de rodapé. Minha história ou estória, se preferirem, é escrita pelo avesso, numa inversão de ótica que a torna muito mais verdadeira, muito mais verossímel. A saga é revista, reescrita e revivida por mim.
Deserdada da sorte, não desertei da esperança.
A estória reescrita pelo vencidos, ora punjente, ora divertida é sempre apaixonada e apaixonante. Por isso e por mais , mantenho-me na luta.
Fui obrigada a fugir muitas vezes para sobreviver.  Escapei dos tanques, deixei amigos e sempre penso encontrar a paz no lugar que ora escolho.
Tento o tempo todo reeditar um daqueles romances onde ninguem sabe onde começa a verdade e termina a ficção.
Pouco importa. Pelo tema poderia ser um “best-seller” da emoção humana. E muito além no entanto, pela grandiosidade do tema, pela qualidade, pela minha história.
Sou antes de tudo uma utopia erótica.
Que busco na liberdade uma forma de realização interior. O irreal permeado pelo fantástico.
É impossivel separar minhas duas realidades.
A felicidade de uma passa pela alegria do outra.
E vice-versa.
VIVA EU.
Os sentimentos humanos andam um tanto empobrecidos em matéria de amor, generosidade, coragem, perseverança, sonhos e emoções. 
Tem Deise Mariani, contudo.
 

Uma Grata surpresa.....Para quem cre nenhuma prova é preciso. Para quem nao crê, nenhuma prova é possivel. como podem ver, sou jornalista e desde os primordios conhecida pela "doida da Deise". Independente de Brandão ou Mariani. by Deise

by Vera Fernandes

Jornalismo na mesa no bar-blog (meia dúzia de Polar e uma dúzia de copos que a conversa é comprida)
A tragédia e a comédia. Um legado que vem, ao longo do tempo, das épocas mais remotas da humanidade, tal qual a prostituição. O sórdido. O belo. O poético. O patético. O vício e a perdição. Tudo desastradamente colocado em caracteres nas páginas amareladas do passado contado em laudas, ou em templates transparentes com links acionados pela força dos pensamentos, no futuro. Tudo universalizado, o bom e ruim, o rico e o pobre, no palco e na plateia.

Acho que estou ficando velha. Pelo menos na profissão, ou velha não, mas madura o suficiente para perceber que aprendi muito, coisas que gostaria de saber quando o veludo vermelho da cortina se abriu na minha frente e os atores do palco do passado sentenciaram meu futuro determinando:

- Serás jornalista.

Foi em 1987, dois dias depois de divulgado no NH que o Grupo Editorial Sinos tinha uma vaga no DP. Eu tinha 17 anos e era mais tímida que guri de campanha quando visita a capital. Mesmo assim resolvi ir atrás daquela que seria “minha grande oportunidade”. E consegui. A vaga era para ser minha. Não havia dúvidas.

Conheci naquele ano encanto e o romantismo da redação. Tinha um cheiro diferente. Pairava nas suas entranhas os ideais da informação. Estava terminando a transição do período da ditadura para a era da liberdade de expressão (Salve os blogs!). O barulho das máquinas de escrever era uma sinfonia para os meus ouvidos. Lá estavam @dsoster, a doida da Deise Mariani, o Dario, que carinhosamente até hoje chamo de Panz (na revisão) e uma penca de outros doidos dos quais tenho uma carinhosa lembrança.

Naquela época tive a doce oportunidade de diagramar com tabelas (noooooossa), réguas e espelhos, escrever em laudas, e ser chefiada pelo Alceu Feijó, dentro do departamento de Recursos Humanos, onde eu tinha a maravilhosa tarefa de ser a repórter e diagramadora do “Nossa Empresa”, o jornal interno do Grupo Editorial Sinos. Lembra @GlauciaNielsen?

Naquele tempo também eu já era viciada nos jornais alternativos, que acabaram por ser a pauta do meu trabalho de conclusão na faculdade. As pautas de mesa de bar ainda não aconteciam por aqui, mas era uma aspiração para aquela jovem que queria apenas ser jornalista. Era romântico a boemia do jornalismo, que eu via numa imagem que incluía máquina de escrever, café e cigarros. Eu não sabia que nem tudo é o que parece ser. Eu não sabia que jornalismo é uma cachaça.

De todas aquelas sensações tive lembranças tri boas, recentemente, quando descobri o blog http://desilusoesperdidas.blogspot.com do jornalista @duda_rangel. No seu jeito de escrever no blog, cujo assunto é exatamente o jornalismo, me vieram até mesmo os cheiros e barulhos daquela redação. Ele ainda traz uma doce dose de humor em tudo que escreve, transformando a desgraça e graça. Até o desgosto ganha uma espécie de gosto no seu texto. Enfim eu encontrava uma pessoa que, desempregado como eu, nutria a mesma sensação de ‘estar perdido’, num mar de desilusões, fora de uma redação.

Preciso confessar, estou com saudades.

E nesta nostalgia de sensações, preciso confessar também que não vejo aspirações claras nos pupilos de hoje. Talvez a cegueira da idade esteja se intensificando em mim. Parece que aquela dose forte de ideais se perdeu. Morreu junto com os ícones da geração coca-cola, como se, como eles, vieram ao mundo, pintaram um futuro em letras e notas musicais carregadas de fervor, depois morreram e ficaram na memória da história.

Pelo menos optei por não ficar “sentada no trono de um apartamento, com a boca escancarada, cheia de dentes, esperando a morte chegar”. Resolvi juntar tudo que me veio com o tempo: as lições de como se faz, de como não se faz, a importância da polivalência neste mercado onde quem sabe mais, ganha mais frilas; e todo o resto. O que aprendi rindo e o que aprendi chorando.

Aderi às redes sociais, hoje diagramo em programas modernos. Tenho minha própria câmera digital. Meu livro foi escrito por mim, ilustrado por mim, diagramado por mim e revisado por mim. Isso me dá uma certa vantagem. Mas estou com mais de 40 e mesmo que eu argumente nas vagas às quais concorro que não posso mais ter filhos (o que me dá uma certa vantagem também), não há como competir com a mocidade dos jovens cujo sangue pulsa mais livre nas veias.

Hoje disse pra @GlauciaNielsen que tenho uma colega jornalista que diz que os jornalistas são “empregadas domésticas dos poderosos”. É Claudete Rihl, pode até ser, mas mesmo com as perspectivas nada positivas deste mercado louco aí de fora, ainda podemos pedir demissão. Eu prefiro aceitar que somos operários da comunicação. Na verdade, para viver, acabamos mesmo é sucumbindo a uma certa prostituição dentro da comunicação. Mas, como diria Jesus Cristo, que atire a primeira pedra, quem nunca sucumbiu.

Pois bem. Este post ficaria grande demais se eu colocasse pra fora, de uma só vez, todas as minhas impressões sobre o jornalismo. Vou com calma. Logo escrevo sobre o assunto de novo. Se quiserem contribuir, fiquem à vontade. Se quiserem mandar por e-mail (verafernandes.rs@gmail.com) suas impressões, janeiro servirá para isto. Vamos fazer deste blog uma mesa de bar. A pauta é o jornalismo. Como nos velhos tempos. E, com a graça de Deus e de jornalistas como @GlauciaNielsen, nos tempos atuais também.

Por hoje é só!
06.01.2011

E depois fui eu que bati a cabeça... Sou esquizofrênica, arrogante... A projeção é algo terrível. E viver em negação um horror. A justificação um caos... Ou seja, começam a “frescura”, ofendem a todos os gaúchos, falam mal do Estado todo, se atrevem em falar em nome DO BRASIL. Mas até ai é perdoável. A ignorância sempre foi e será a mae da miséria. E misericórdia é preciso saber ter. Agora quando um “renomado” jornalista da RBS desce ao ponto de “bostar” em seu blog algo e me envia um email para ter certeza que eu leria, com certeza ultrapassa o abuso. É raiva. E raiva emburrece. Eu fico burra como todos quando estou “cega” de raiva e indignação. Imagino o quanto devo ter deixado o jornalista indignidado quando posta algo em seu blog, e vaidoso como é, deixar de ser uma vez o centro das atenções. Como já disse, isso me a exata dimensão do quanto eu incomodo e consigo ser cruel quando quero. A mesma mão que embala o berço é a mesma que aprendeu a fazer o mal. Mas não a deseja-lo. E aprendi igualmente a levantar o chicote, e bater sem dó quando se faz necessário. Foi somente isso que fiz. Tentaram bater. Sem ética, sem escrúpulos, sem limites. Eu apenas peguei meu chicote (gaúcho) e bati mais forte ainda. Quem escreveu esta “bostada” foi o Cacau Menezes. Em nome da RBS, conforme email enviado. Lamento te informar caro jornalista: acabastes de criar um serio problema interestadual. Talvez porque o teu pedantismo tenha te feito esquecer até onde vai o poder de um empregado. E principalmente que a matriz da empresa a qual trabalhas é onde és apenas mais um serviçal é no Rio Grande. Imagine o que um juiz GAÚCHO fará ao ler o teor escrito no teu blog. Tudo que disseram dos gaúchos e gaúchos, atingirá qualquer magistrado do Rio Grande. Se não todos...Vai seu nome e o da RBS para fita. Ao contrario de ti Cacau, eu não costumo dar tiro no meu próprio pé porque nao sou estupida. Nem sou porca, para cuspir no prato que garante minha comida e cujo espaço que ocupas na CASA DE GAUCHOS, mantem teu status. Tira a RBS da tua vida e viras o que? O swimples dono de uma feijoada. Que não tendo mais espaço para as socialites aparecerem, acabará igualmente. E todos em pouco tempo nem se lembrarão te ti. Serás passado. E passado é lugar que nao estou mais lá. Só os tolos estão. Passarao a se interessar por quem ocupar teu lugar.Afinal, o mundo é feito de conviencias. Se nao puderes mais servir, naoseras mais tao bajulado. O que deves adorar. E o que é pior, acreditas nisso. Já eu, que sou mais pe no chão, não me iludo. Embora um ancião como eu, ainda vives como se a estrada, um dia não tivesse fim. Tolo. Evolua criatura. Por favor. E já basta ter que te aturar. Não deixe uma legião de seguidores do patético, medíocre e com mínima utilidade. Te liga. Maneh. by Deise

by Deise

A propósito, tudo isso começou
 assim no ultimo domingo....

Provocaram? Agora aguentem

16 de março de 2012
O gaúcho Everton Spolaor, agora residente em Florianópolis, colocou no seu blog, intitulado sombrasdarealidade, uma lista de motivos que levam os catarinenses a fazer piadas com os gaúchos.
(evidente que sou diferente. E o lixo CATADO DA LATA, me recuso a reproduzir.
 Que leiam no latao onde foi colocado) 


Ontem recebi este email... do Cacau Menezes. (quase desmaiei de

 emoção com a atenção diferenciada a mim dispensada. Mas...

afinal, nada que uma Deusa, segundo palavras do Jornalista da RBS

 nao fosse merecedora...).
Creio que ele nao deve ter lido quando eu disse, que meu carater diz quem sou. Minhas atitudes, dependem das ações dos outros em relação a mim.
Fiquei imaginando, se te dás este trabalho diariamente... mandar emails para quem discorda de ti e acaba te ofuscando na tua propria casa. Tenho absoluta certeza que poderias passar sem essa. Sem minhs respostas e principalmente sem minha denuncia com o endereço do teu blog na Policia Federal. Por incitação à Xenofobia contra Gauchos.


Para docevinganza@hotmail.com
De:Cacau Menezes (blogs@rbsonline.com.br)
Enviada:quarta-feira, 21 de março de 2012 17:38:34
Para: docevinganza@hotmail.com
There is a new comment on the post
 "Provocaram? Agora aguentem  ".
 http://wp.clicrbs.com.br/cacaumenezes/2012/03/16/provocaram-agora-aguentem/
 


A pergunta que nao quer calar: Se um gaucho tem um blog lixo e o caro jornalista vai ler lixo, o apelido de hiena te cai mesmo muito bem. Num primeiro momento, eu pensei que o gaúcho (segundo sua afirmação de naturalidade) HAVIA LHE ENVIADO O MATERIAL. O que ja te fazia um anormal de publicar.
Terias opção de jogar no lugar certo: o cestinho aolado de tua mesa.
Naooooo!
Tu fostes ler o  ler no blog lixo do gaucho...Ou segundo os comentários do LIXO do GAÚCHO.
É NO MINIMO BIZARRO.

 Copiou a porcaria e COLOCOU NO TEU  BLOG.
 Porém após esta sua postagem abaixo eu entendo porque o jornalista publicou: Tu afirmas que  somente depois de ler meus textos passastes  a acreditar em Deus.
 Logo, com natural jamais teres ouvido falar em livre arbitrio.
A escolha de divulgar o lixo e a porcaria foi tua.
 E pelo que me consta, és catarinense.
Logo, o apelido que tu te destes de Hiena Ccatarina te caiu como uma luva.
Nenhum outro te cairia melhor.
Entao vais  em blogs lixo, e republica a podridao no teu blog e  a culpa é dos gaúchos????
Quem é o MAIS  estúpido Cacau Menezes?????
Me explique desenhando, como se eutivesse 5 anos.
Entre tu e o suposto  gaucho que escreveu a peleia tá braba....Qual o possuir de mais de 2 neuronios. e possivelmente quando um acorda, o outro adormece.
Isso realmente torna o diálogo  e o entendimento impossivel. Pela incongruência.
Eu jamais ouvi falar nem em Spolaor muito menos no blog dele.
Isso prova meu gosto sofisticado pela leitura, e porque meu blog é para pessoas cult.
 Coisa que jamais terás condição de ser.
 Muito  mais um Pavão espavitado que adora polemizar.
Ao contrario de ti, lixo  eu coloco no lixo.
 E me recuso a divulgar em meu blog porcaria.
 Uma das raras que publiquei foi esta tua conversa estupida.
Como tenho o hábito de fazer dos limoes  uma doce limonada, talvez tenha entrado nesta para ter certeza de  que realmente, a IDADE NAO VEM SOZINHA.

 
Author: Hiena Catarina Comment:

Deise
 
“Muito obrigado por você existir. Eu estava cego e você me fez enxergar. Eu estava perdido e você me mostrou o caminho. Sua humildade e inteligência infinita me fez sentir melhor. Agora eu sei de toda a verdade. Ele existe. Você é Deus. Nasceste em um lugar onde não há miséria. Onde as pessoas são honestas sem exceção. Onde todos são seres divinos e superiores. Onde ninguém é analfabeto. Onde ninguém precisa abandonar as raízes para ter um trabalho. Onde não existem analfabetos. Onde o DETRAN e todos os órgãos públicos funcionam perfeitamente. Onde todos leem livros desde a infância e não escrevem errado. Onde há políticos sérios e comprometidos com o povo. Onde todo o mundo quer estar e ninguém quer sair. Onde não há cegos e nem surdos ignorantes. Tudo graças a você Deise. Que Deise a abençoe. Fica na paz e com Deise. Obrigado”.
Começo a entender Jack....
e quase a admira-lo.... 
Aff!!!
 Ainda bem que a Hiena é Catarina.
Preocupada ficaria que fosse uma Hiena gaúcha.
 Obrigada por me acalmar. E não me fazer ter um ataque de nervos. Acredite, ninguém merece um surto meu. Ninguém mesmo. Nem meu pior inimigo.
 Quem já me viu assim sabe do que falo...
Não tenho nada a perder. Não bebo água na mão de ninguém Logo só tenho a ganhar. O que me torna nitroglicerina puríssima.
Mentira? Vaidade?
O meu nome pipocando no teu blog, e te colocando em segundo plano da tua casa, mostra o tamanho do estrago que esta gaúcha de 1.53 faz.
Realmente, tempestade em copo d’água é “pá neguinhu”. Eu faço tsunami e tampinha de xarope.
 Que é “coisa negao”.
Não me achem, que não encontro vocês.
 Obrigada por validar minha teoria: Ninguém é 100% inútil.  Haja vista minha existência e a tua. Pobre de ti hiena, que precisou ficar velha, feia e ridícula, para aprender que DEUS existe. Fico lisonjeada por teres conhecido DEUS através de mim, apesar dos teus quase 60. E obrigada, por me fazer ver que minha outra teoria esta certa:
 O exótico e irreverente está muito, mas muito perto do ridículo. Inteligentes são os que conseguem diferenciar um do outro. Já os que não sabem pagam estes micos.
Como por exemplo, dizer que te fiz enxergar DEUS... Pobre alma.  Mas não me dê uma importância que jamais pretendi ter. Se quisesse converter “irmãos” viraria crente.
 Porem seu ingrato, gradeça ao teu oftalmologista, se tu enxergas. Pois as lentes são grossas e feias. Uma lente de contanto te cairia melhor. Talvez conseguisse ver eu alguma beleza física. Já que como mulher e inteligente nenhuma outra é possivel enxergar...  Entre tu e e um coqueiro... fico com o segundo.
Não blasfeme contra Deus, já que conseguistes enxerga-lo, seja pelo menos grato à ele por ter me posto no teu caminho e conseguir resgatar a velha a ovelha perdida e te fazer ter um maravilhoso despertar espiritual.
Isso caro Cacau é PROJEÇAO.
Não venha te projetar em mim. Meu nome é Deise. Não Deusa.
De onde o caro jornalista tirou isso não tenho a mínima. Talvez baseado em seus pensamentos egocêntricos e exibicionismo excessivo, cansativo e enfadonho.
Irrevência é uma coisa. Falta de educação e abuso é outra muito diferente. Serei obrigado a exclui-lo da minha lista de pessoas Cults. Muito antes, como ja citei,  um pavão.
Pessoas cults, não se sentem a ultima bolacha do pacote. Porque está mole.

Como já disse, sou responsável pelo que DIGO, JAMAIS PELO QUE OS ESTUPIDOS E IGNORANTES ENTENDEM. Logo, não traga para mim, problemas que são teus. Os meus já me bastam.
Se tua fé é tão pequena, e tão frágil que precisou ler o que escrevi  para te dar conta da existência de Deus, só posso pedir misericórdia a ti, e que Deus te mostre, e de dê em efeito bumerangue o que merece quem é entojado,  que se acha “sissi”, o que toca seu nome em vao numa “bostada” muito grande.
 Um jornalista que sem a sigla GAÚCHA, não é absolutamente  nada. Esquecendo-se que os  proprietários da empresa igualmente não ficaram fora das ofensas gaúchas, Inclusive colega, secretaria de Nelson Sirotsky.
Que não gostou nada de ser colocada igualmente “no rol das galegas que sobem no verão para serem ‘finalizadas’ por catarinenses”... Tampouco acredito eu, que os gaúchos, proprietários da empresa para qual TRABALHAS e dependes (diferente de mim, que não preciso beber agua na mão de ninguém).
 Se não se importaram, é problema deles. Não são meus parentes, embora imagine o Mauricio se revirando no túmulo. Eu o conheci. Trabalhei para ele aos 18 anos. E tenho certeza que estarias no olho da rua. Ele era um homem digno e integro. E muito inteligente.
Se não tomarem uma atitude (basta colocar limites, coisa bem diferente de censura) contigo depois disso, vou ter que me conformar que nem genética funciona mais.
Mas com certeza não chegaremos a consenso sobre isso. Infelizmente os mortos não levantam mais. Alguns, Deus deveria dar uma segunda chance.
Ele faz muita falta na direção da RBS.
A proposito frise-se: se não fosse um Gaúcho vocês estariam lendo exatamente o que?
 Mosquitinho feito em letra sete????
Papagaio também ém ... ém.. ém???? ou  analfabetos...betos...betos...????




Não Cacau. Eu não nasci em um lugar que é PERFEITO. Um lugar perfeito nao é real. E um lugar real, jamais será perfeito.
O RS tem todos os problemas que existe no BRASIL. A diferença: pelo menos a grande patifaria, a corrupção, e o todo errado, até isso tem limitações. Não é explicita e descarada como em Florianópolis.  Mas claro que o jornalista esta muito mais preocupado em aparecer a qualquer custo, cheio de “tresjeitos” na Tv, com uma voz cansativa, um óculos de 200 graus e ainda se acha o gostoso da vez. Se olhe no espelho, por favor.
Sucesso? Se bem me lembro até a Solange, cantando, We Are The World, no big Brother virou sucesso. Sabrina Sato também.  Michel Teló é sucesso.
Graças ao Deus que nao conhecias, sempre tem um chinelo velho para um pé bem torto...Vá aprendendo...
Então, o que é sucesso caro jornalista? Sucesso eu vejo em pessoas integras. E jornalistas verdadeiros. Profissionais com ética e limites.
 Que honram a profissão. E não se alimentam como abutres e tentam obter audiência fazendo gracinha para o diabo rir. Como o jornalista fez no domingo sabendo o que acabaria acontecendo. Talvez o não previsto, foi minha infeliz ideia de ver teu blog. Erro que jamais na vida repetirei.
Decore: Repetir erros esperando resultados diferentes é INSANIDADE.
Temos muita coisa errada no RS. Sou louca de pedra e de atar, (desde sempre..) não Alice... Porém é inegável  que o RS é referencial para teu Estado em muita coisa.
Por exemplo: Temos um juiz excelente que controla todos os presídios do Estado. E é referencial. Enquanto aqui, vemos diretores do DEAP NO FANTASTICO torturando pessoas e colocando a cabeça de reeducandos dentro da privada.
Na maioria catarinenses... E tu que nem piedade tendes com teus conterrâneos, terias com quem? Tampouco o mesmo diretor no RS, não teria dois homicídios nas costas. Um contra a própria mulher. Cujo Júri que deveria ter ocorrido em 2004 desapareceu, não se leu uma linha sobre. E outra tentativa de homicídio , quando atirou pelas costas em um rapaz.
E que está de volta apos dois anos a Secretaria de CIDADANIA E JUSTIÇA DO ESTADO, segundoele mesmo desde o ultimo dia 2. Isso é que deve ser o bonito e justo para ti. O correto.
Tampouco se ouviu falar de exoneração por este tipo de atitude desprezível, dentro da SUSEPE. Lá os PACS são cumpridos. E o detento recebe pelo seu trabalho o valor estipulado em lei. E as empresas que fecham os PACS são fiscalizadas.
Igualmente jamais ouvimos falar de promotores em audiência, que jamais poderiam estar exercendo a profissão  dando voz de prisão.
Isso é um ultraje à cidadania. Voz de prisão acatada por uma juíza com queixas diversas na corregedoria do TJ. Se de ninguém mais, minhas. Assinadas e juramentadas, como diria O velho Odorico.
Da mesma forma nunca lemos uma noticia sobre promotores lotados na Procuradoria da Justiça do RS, cobrando propina para fazer petições e enviar por e-mails para “advogados renomados” da cidade.. Pedindo “a gasolina” do final de semana que seria bem vinda...
 Deprimente não???? Execrável.

Igualmente nunca ouvi noticia de advogados presos em flagrante pelo DEIC por passar drogas para o cliente e o dito ficar livre em liberdade provisória, a droga acabou não sendo de ninguém e a juíza a pedido do MP que NÃO OFERECEU DENUNCIA COMO MANDA A LEI 11.343, e ao contrario, mandou arquivar.
 Quer o numero do processo? Ou o caro jornalista, de tão egocêntrico nao lê o jornal, da mesma empresa que paga seu salario? Nem o tu suporta ler o Diário Catarinense?
Nunca se soube no RS, de suicídios dentro do Fórum da Capital. Em Florianópolis, dois em menos de três meses por não suportarem mais o descaso, omissão, negligencia e conivência da primeira (pelo que anda acontencendo muito antes de  última) instancia.
O caro jornalista, já viu noticia do RS onde policias militares de plantão, ficam se esfregando numa vaca inanimada, trabalho ou de artistas renomados ou alguma vaca feita pelos membros da APAE de material reciclado? (a temporada já tinha acabado e as galegas voltado para o RS?)
 E ai? Sobraram somente  vacas???
E inanimadas? Nao existe mulher em Florianopolis?
Nem pagando elas querem????
Nao posso deixar de rir e pensar que isso só pode ser coisa do Lost. Porque é realmente fim de carreira, Acredito que se a vontade era tanta, um 5x1 aliviaria. Bastava dirigir-se a um banheiro publico.
Bem proximo de onde estava a coitada da vaquinha... que nao teve voz para dizer NAO. Se tivesse como falar, sairia gritando.
FALA SÉRIO.
Estes policiais foram punidos? Pois a falta de decoro e atentado ao pudor ainda é crime. No Brasil.
Já em Florianópolis...
 Foto rodando na internet. Mais especificamente no facebook. Se o jornalista não viu, está por demais desinformado. E demo dê.

Mas vamos discutir leis e crimes onde a questão de ordem “já foi“ há tempos? (alguma vez existiu?)

Como o jornalista se sentiu no direito de invadir meu email (com medo que eu não lesse sua resposta cheia de sabedoria) e na tentativa de me provocar, o que conseguiu,  e enviou-me pelo email da empresa que não é sua (grande vacilada caro jornalista. Gigantesco erro de sua parte). Afinal... Quem me mandou o email?
O jornalista colocando sua opinião, ou a RBS?
Relembrando: cujos donos SÃO GAUCHOS. E a matriz em Porto Alegre. Por acaso sua inteligência tem alcance para imaginar o que farei???? Ótimo.
 É simples. Retratação com OS GAUCHOS, não comigo que não preciso de retração de quem  nem conheço, não gosto e jamais fará parte do meu rol de amigos. nao tenho amigo tranqueira.
 E graças a Deus jamais fará parte de qualquer rol de pessoas que  me rodeiam. As que me cercam, não são  pavões.
nao se retrate com os gauchos e processo a RBS e tua pessoa. E pode vir Bento XVI, que não temo. E sei que ganharei. O dinheiro pouco importa. Ganhar será “orgásmico”.
Porque a justiça raramente é feita. E eu adoro fazer parte do processo quando ela acontece.
O jornalista já leu algo do RS que policiais, despachantes, juízes, e etc. e tal, emitirem DOCUMENTAÇÃO FALSA DE CARROS ROUBADOS OU POR OUTRO MOTIVO, recolhidos ao SINASC legalizando o carro e vendendo carros alheios em troca de migalhas? O judiciario tomar conhecimento e se fazer de leitão e permitir a fraude????
O jornalista já soube de algum caso no RS de documentação em processos ser protocoladas dia 18 de outubro de algum ano e a escriva esconder os documentos a mando da juíza e os documentos somente aparecerem nos autos em dezembro?
O jornalista já ouviu falar no RS, quando perdemos safras, quando barreiras caem, quando tragédias acontecem, GAUCHOS pedirem esmolas aos catarinenses?
Por acaso todos que vem para Florianópolis é porque na capital tem excesso de vagas de trabalho? Vem para Florianópolis somente por este motivo? Não podem vir por querer desejar viver numa capital menor? Todos os gaúchos são empregados de alguém em SC? Não existe  empresário algum gaúcho que vem trazer progresso e mão de obra qualificada em algum setor? A empresa onde o jornalista é empregado veio parar aqui por quê? Porque já tinha jornal, radio e TV?  Trabalho em Florianópolis tem. Mas possivelmente, por suas palavras, deve ser somente vagas ocupadas por gaúchos, que sem emprego no RS vem buscar aí.
Deve ser pelo fato do Rs ser um ESTADO Decadente que um dos empresarios mais ricos de florianopolis foi investir em Gramado.
Deve ser por que ele é que burro....e resolveu colocar fortuna boa, em lugar ruim.
Talvez sobre vagas para os gaúchos, pela velha conhecida preguiça do florianopolitano. Cuja semana começa segunda à tarde e termina sexta ao meio dia, na maioria dos órgãos públicos. Sem contar 90% dos os órgãos públicos que só trabalham à tarde. Enquanto em Florianópolis a vida começa às 10 horas da manha, no RS inicia às 6h.
O jornalista já ouviu algo parecido, de policiais depredarem viaturas no RS? E não serem punidos? Claro que não. O jornalista não ouviu nenhuma das bizarras situações.
E pelas suas palavras todos os gaúchos são pobres, falidos e só vem em busca de trabalho (como se a capital esbanjasse emprego...).
 Escolher morar na tua Capital por desejo, condições financeiras não te é possível aceitar? Relembrando-te o tamanho do seu ego o que te cega completamente, o que acaba viciando teus leitores que nem se dão conta disso.
E seguem teu eco... eco... eco... Se tu  existe, e aparece, é graças ao empreendedorismo de um GRANDE GAUCHO. Ou o jornalista Mauricio Sirotsky, seu patrão, está envolvido nesta lama? O Nelsinho é boiola? Arrogante? Metido? Sem humildade? Entojado? Se sente o melhor em tudo?
As mulheres, filhas, sobrinhas também fazem parte das "galegas que sobem do RS no verão para buscar "homens" em SC?
Ele inclui-se no rol DE PESSOAS DE TODO O BRASIL QUE NÃO GOSTA DE GAUCHO? Ou ELE NÃO É GAUCHO PORRA!!!????
Decidam-se.
Nao é de bom tom caro jornalista, cuspir no prato que se come. Isso é coisa de porco.
 Obrigada por confirmar minhas palavras. Os gaúchos vêm para a Capital para trabalhar. Assim sobra mais tempo para o Florianopolitano meter a ripa.
 Assim como foi desde sempre: quem nunca faz nada, esta sempre pronto a  criticar quem faz alguma coisa.
E principalmente quem FAZ TODA A DIFERENÇA.
E a propósito, o jornalista renomado está defendendo a máfia atuante no DETRAN da capital há mais de ano, lesando cidadãos não somente gaúchos, mas em sua maioria seus conterrâneos?
Estou conseguindo te mostrar a diferença de realidades, ou terei que desenhar?
A PIADA idiota segundo tu mesmo é de um gaúcho.  Se tu tivesses um pingo de sensatez, teria lido e colocado em nossa "lixeira cerebral".  E não “Bostado” na internet.
 Esperavas o que? O que saiu errado?
O fato de eu ter lido e revidado? E por me expressar assertivamente?  Tua bronca é porque  ofusquei teu brilho na tua própria casa e passei a ser o motivo da discussão. Ou seja, quantos a zero para os gaúchos????

Estas satisfeitos com o estrago feito? Ou  preciso enumerar mais atos desprezíveis desta capital? Escandaloso eu ter eu te lembrar destes fatos não? Afinal a cidade é tua, os governantes sao teus E TUA  vida boa, é mantida por empresários gaúchos. O que jamais o tornará um.
Por mais que permaneças  sempre estarás em segundo plano.  Se criares problemas para a RBS, com certeza,  entrarás com a bunda e os GAUCHOS proprietários da mídia de maior circulação estadual, com os pés.
 Foi assim desde sempre. Ninguem é isubstituível. E teu emprego não é vitalício. É só um emprego. E tenho absoluta certeza que hoje em dia já tem gente muito mais capacitada, bonita e inteligente  para ocupar teu lugar. Gente retrô. Não demodê. A piada sem graça que não entendi o fundamento de reproduzires, que deveria ter servido para outra coisa, foi "Bostada" por um catarinense. Num jornal cujos proprietários são gaúchos. Ou estou enganada?
Quem começou a peleia?  Se pariu Mateus, embala. Peleia de gaúcho, é de faca nas botas. Mas em Florianópolis, o mais chique é chinelos havaianas (que eu pessoalmente adoro). Bota é para pessoas chiques e que sabem andar num salto. Com elegância.
como as gauchas. consideradas as mulheres mais lindas do Brasil. E as empreenderoras como Xuxa, Gisele... seria até covardia. 
Em  Florianopolis quem salva voces é o lindo e adoravel GUGA. Muito diferente da maioria de todos. Teve uma educação maravilhosa. E é um dos garotos mais queridos que ja conheci.
TODOS não sei. Ao contrario de quem teve a ousadia de FALAR PELO BRASIL, dizendo que NINGUEM GOSTA DE GAUCHO, falo por mim.
 Eu li muitosssssss livros. E isso me da tanto conhecimento, que nem tu te segurou, e teve que rebater. Infelizmente para ti eu posso dizer o que quiser. Ninguém paga pelo que eu escrevo. Ao contrario do teu caso que expos tua opinião, em nome da RBS. Usando não teu email pessoal, mas o CEDIDO  pela RBS. O que pode te trazer uma dor de cabeça enorme. Como eu disse, meu caráter diz quem sou. As atitudes que tomo, dependem das ações em relação a mim. Jamais em momento algum, te dei motivos ou liberdade para enfiar-te na minha vida ou no meu email. Estou apenas te devolvendo, a mesma “imundícia”, que tentastes me enviar.
 Esquecendo-te evidentemente (todo o egocêntrico esquece) que eu falo por mim. Tu pela empresa que te paga o salario.
Há políticos sérios e há os falcatruas no RS. E quando isso acontece vamos às ruas e a coisa não se eterniza. Esta é a única e principal diferença.
Não somos melhores que ninguém. Somente temos mais pulso. E conhecemos desde muito cedo a QUESTAO DE ORDEM. Coisa que se eu duvidar, em Florianópolis, vão me perguntar se QUESTÃO DE ORDEM é nome de dupla sertaneja, ou sanduiche que se come de garfo e faca...Quanto a dizer que tudo de bom que tem no RS se dá graças a mim... Acredite: o jornalista esta me superestimando. E me dando uma importância que estou longe de possuir.
De qualquer forma, fico lisonjeada, por me colocares em tão alto grau. Se quiser aprender comigo, não me se acanhe. basta pedir com humildade.
O  povo gaúcho é generoso por natureza. Eu já não sou tanto. Logo, jamais te darei conhecimento que me ferrei aprendendo,  de graça. E meus ensinamentos custam caro. Nem com os rendimentos de tua feijoada (só doido para pagar uma fortuna para comer feijão... tsc..tsc... tsc..) e o jornalista enchendo os bolsos de dinheiro em cima dos trouxas que dariam qualquer coisa para aparecer em sua coluna.
A vaidade Cacau Menezes é o pior pecado capital. Se não assistiu, o Advogado do Diabo mostra claramente isso. O que a vaidade faz, e como destrói as pessoas. Posso ter todos os outros pecados. Menos este. Não confunda orgulho de meu trabalho, com vaidade. São coisas bem diferentes.
Agradeço pelas bênçãos. Jamais serão demais.
Mas estou bem acompanhada de minhas valentinas. Quanto a ficar na Paz, esteja o jornalista. Paz é o que não terá até a retração com o Povo Gaucho. 
Problemas terás criado. Pela Deise.  Já iniciados ontem  à tarde quando depois de meu dever cumprido e uma caminhada pela praia, li  teu email e já encaminhei para a TUA DIREÇAO. Igualmente para a Central da PF, que decidirá se é xenofobia ou não.
E já me posicionei que atitudes tomarei caso o jornalista não se retrate. A lei de imprensa me dá três meses para isso. Logo, como diria Ana Carolina (conhece a cantora e musica que falo???? “Tenho tempo de sobra...”? )
 Isso tudo gerado pelo seu abuso e folga. Ou seja, características típicas dos florianopolitanos que eu detesto. Exatamente POR SEREM FOLGADOS, ABUSADOS E sem limites.
E destes igualmente nao gosto.
Quanto a ficar comigo mesma. Se me conhecesses e olhasse teu relógio, verias o quanto estas atrasado.
Já fiz esta escolha há tempos. Pelo simples fato que há muito descobri duas coisas (aprenda comigo por eu estar de excelente humor. Coisa rara com quem me torra ou não me erra):
 1. Aprendi a errar sozinha.
2. Eu sozinha, já estou muito mal acompanhada.

Quanto a me agradecer, não se humilhe, nem finja uma gratidão que não sente mas deveria. Não por mim, mas pelos gaúchos que garantem sua boa vida e seu status.  Engula seu veneno e deboche.
Obs.: Espero que não tenhas escrito tudo isso em cima de meu segundo post em teu blog, achando que era para ti que me dirigia. Se tivesses lido meu blog, com sensatez, inteligência e um coração limpo, terias visto que eu me referia ao teu leitor Giancarlo.
Como podes ver... Por  não teres capacidade de  discernimento, por tua vaidade excessiva que não te deixou perceber isso, deves continuar com tua feijoada. Pois da festa do céu, dificilmente participarás. Pois por mais que te disfarcem e fantasiem como fizeram com o estupido do jacaré, o teu pavonismo não te permitirá permanecer calado e à sombra para nao ser descoberto. Pois na estória original ele não era bemvindo. Com certeza abrirás esta tramela  (louca para alfinetar alguém) acreditando estar podendo.
O que chamas de irreverencia eu chamo de folga, abuso e falta total de respeito com teus empregadores, jornalistas e Gauchos. No mínimo.  E te mantendo ridículo, achando que és exótico abrirás a boca e como o outro estúpido seras descoberto.
 E como jamais fostes bem vindo à festa do céu, (como será convidado para uma festa no céu, se somente agora e através de mim afirmas  crer na existência de Deus???) levarás um belo pontapé. E da mesma forma que todo o bocudo, que so fala, fala, fala mas nao diz nada, nemprova nada com fatos,  te esborracharás no chão. Coisa aliás, muito mais do que merecida.
E finalizando:



Mesmo assim, quanto ao obrigado, respondo:
De nada.
Se for para te ajudar a evoluir, jamais me negarei ou deixarei de dar de graça, aquilo que aprendi apanhando. Como gaúcha, eu insisto que não vou ajudar mais ninguém.
Porem a generosidade de nosso povo nos impede de não ter compaixão.
E este sentimento caro Cacau é o único que consigo dispensa á seres inferiores e desprezíveis.
Seja qual for a naturalidade.

DST pouco conhecida preocupa especialistas

A 'Mycoplasma genitalium' (MG), bactéria causadora de doença sexualmente transmissível, já tem mostrado resistência aos antibióti...