sábado, 24 de julho de 2010

Em genero, grau e nũmero.



"Não há atenuantes para a conduta negligente de um Magistrado".



Um problema negado, é um problema adiado.

A decepção é a raiva dos fracos. A determinação o antídoto. by Deise



 

Uma identificação total, imediata e compulsiva, não terá sido mera coincidência.


by Deise

 


Google

Na Web No BLOG AMBIENTE ACREANO 

Segunda-feira, Junho 15, 2009

 


ESTATÍSTICA DA INTOXICAÇÃO NO BRASIL 

 

Dados do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas apontam que em 2007 aconteceram mais de 100 mil casos de intoxicação, com cerca de 500 mortes

Violência contra idosos: relevância para um velho problema


Média de assassinatos em 2007
foi de 117 mortes por dia
Pesquisa Mapa da violência.

Juventude e violência



EDMAR AUGUSTO VIEIRA

A violência vem assumindo proporções alarmantes no Brasil, sobretudo a partir dos anos 90. As autoridades têm respondido com promessas e realizações de reforço do aparato repressor, normalmente mediante ampliação do efetivo, das viaturas e dos vencimentos da força policial. O setor privado também tem ampliado de forma expressiva os investimentos em segurança. Apesar disso, os índices de violência seguem impondo perdas humanas cada vez maiores, desafiando a sociedade quanto às formas convencionais de responder ao problema.

É certo que a violência apresenta inúmeras faces, tem causas complexas e produz conseqüências diversas. Entretanto, há algo a se destacar nessa complexidade: os dados mostram que o agravamento da violência fatal está relacionado, exclusivamente, com o aumento dos homicídios contra a juventude do sexo masculino, sendo que as armas de fogo têm participação elevada e crescente nesses homicídios.

Entre 1990 e 2006 a taxa de homicídio contra a população não-jovem brasileira permaneceu estável (21 por 100 mil habitantes). Mas, na população masculina jovem (15 a 24 anos), essa taxa aumentou em 36%, de 73 mortes para 99,2 mortes (por 100 mil habitantes). Em Mato Grosso, a violência homicida contra homens e mulheres não jovens cresceu entre 1990 e 2000, voltando a declinar desde então; mas, aumentou em quase 200% na população jovem do sexo masculino, embora parte desse aumento possa ser atribuído à técnica de imputação da causa do óbito.

Este é o padrão básico da violência homicida em período recente: as vítimas são, em grande proporção, jovens do sexo masculino, em qualquer região. Consideremos o caso de Mato Grosso: Em 2006 (último ano para o qual o SUS disponibilizou dados), os homicídios causaram 45,4 mortes (por 100 mil habitantes) na população não jovem do sexo masculino e 4,4 mortes (por 100 mil) na população não jovem do sexo feminino. Entre os jovens, a taxa foi de 102 mortes (por 100 mil) para os homens e 7,1 (por 100 mil) para as mulheres. Ainda em 2006, as mulheres representaram 7,8% e os homens 92,2% de todas as vítimas de homicídio em Mato Grosso. Os homicídios causam uma perda anual de 50 mil homens no Brasil e 895 homens em Mato Grosso, sendo um dos fatores de desequilíbrio na composição sexual da população adulta.

As estatísticas dão razão ao esforço de desarmamento do País. Entre 1998 e 2002, a participação das armas de fogo nos homicídios contra a juventude evoluiu de 66,1% para 74,2% (Brasil). É evidente que a presença da arma nas diversas circunstâncias conflituosas, por mais banais que sejam (como numa simples discussão de trânsito), aumenta significativamente a probabilidade de ser ter a morte como desfecho final. No ano de 2000, Cuiabá foi a capital com maior participação proporcional das armas de fogo no total de mortes (incluindo as mortes acidentais ou sem intencionalidade) (dados do livro “Mapa da violência no Brasil”/ Unesco).

Há, no Brasil, em especial nas periferias das regiões metropolitanas e dos centros urbanos, uma verdadeira guerra armada de jovens contra jovens, em sua maioria pobres, negros e do sexo masculino (o que reforça certo viés de preconceito racial no tratamento da questão no âmbito das abordagens policiais). Com efeito, é possível que os jovens estejam nos dois lados do problema, como vítimas ou como algozes (não temos, aqui, estatísticas sobre perfis de autoria). Assim, devemos reconhecer que é bastante tênue a linha que separa a vítima do autor da violência, pois ambos partilham as mesmas circunstâncias de socialização e experiência de vida. Todos são, no fundo, vítimas do mesmo processo sócio-histórico e cultural gerador de violência, no qual se pode identificar o tráfico de drogas para alimentar o consumo das classes média e alta, o acesso fácil às armas, a desagregação familiar, a pressão consumista em meio às grandes desigualdades sociais, o fracasso escolar, a dificuldade do emprego e a ausência de alternativas (como esporte, cultura e lazer) que proporcionem aos jovens referenciais identitários suficientemente fortes.



* EDMAR AUGUSTO VIEIRA, Mestre em Economia e gestor governamental (Seplan/MT)
 
 24/7/2010

Morreram mais crianças este ano do que em 2009


As ocorrências domésticas, como intoxicação e sufocamento, também são uma preocupação

Fora as causas perinatais (a partir do momento do parto) e doenças consideradas mais graves, como as do aparelho circulatório e as neoplasias malignas (tumores), os acidentes ainda são um dos principais motivos que levam crianças à morte. As ocorrências ligadas ao trânsito chegaram a matar, no Ceará, oito pessoas, entre 0 e 12 anos, somente até fevereiro de 2010. Em todo o ano de 2009, seis crianças vieram a óbito.

Em Fortaleza, as causas externas ocupam o terceiro lugar na lista dos fatores que levam crianças à morte. O percentual subiu de 11,7 % para 14,5% de 1999 para 2008, quando 1.782 pessoas faleceram. A mortalidade, no Ceará e na Capital, é maior entre as crianças com mais de um ano de idade. O último dado do Estado sobre taxa de mortalidade é de 2008, tendo chegado a 15,8 por mil nascidos vivos. Em 2007, eram 16,2 óbitos por mil nascidos vivos.

O decréscimo da taxa deve-se à redução da mortalidade pós-natal (entre 28 dias e 11 meses e 29 dias). Porém, as causas perinatais continuam responsáveis por mais de 50% dos óbitos de menores de um ano.

Os acidentes domésticos também são uma preocupação. De acordo com a pediatra e especialista em programas do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef-CE), Tati Andrade, os diferentes tipos de ocorrências variam desde a sufocação, intoxicação por ingestão de produtos químicos, até as de trânsito. O atropelamento, por exemplo, é a maior causa de internações de crianças no Instituto Doutor José Frota (IJF). Apenas no primeiro semestre de 2010, deram entrada no hospital 321 crianças, entre 0 e 15 anos, vítimas de atropelamento.

Atendimentos
Fazendo um comparativo com o ano passado, no mesmo período apenas 48 pessoas foram atendidas. Outro destaque foram os acidentes com motocicletas. Até junho de 2010, 177 crianças deram entrada no IJF, enquanto que no mesmo período de 2009 foram 93. Tati Andrade alerta para os cuidados que os pais devem ter, como usar cadeiras apropriadas nos carros para transportar seus filhos, deixar cabos de panelas virados para trás e não deixar produtos químicos ao alcance de crianças.

PREVENÇÃO
Alertar a sociedade é medida necessária
Na tentativa de alertar para o problema da mortalidade infantil, a ONG Criança Segura instituiu o Dia da Prevenção de Acidentes com Crianças, que acontecerá no dia 30 de agosto. Parceiros e instituições estão convocadas a aderir à campanha, realizando ações de prevenção a acidentes com crianças em todo o País. De acordo com a ONG, 90% dos casos de acidentes podem ser evitados quando existem medidas de precaução.

Segundo a Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa), a preocupação com a saúde da criança é estratégia prioritária do Governo. Uma delas é a ampliação dos leitos de UTI neonatal. Além disso, investir na atenção básica e na terciária e aumento da cobertura vacinal.

A especialista em programas do Unicef, Tati Andrade, destaca que o Estado está no caminho certo, mas ainda precisa de mais. Ela sugere a propaganda dos cuidados com crianças no trânsito, por meio de placas, e a educação na escola. "É preciso alertar não só os pais, mas as comunidades", enfatiza
  
IBGE: mortes violentas regridem pouco a partir de 2002



04/12/2008 - 14:09
Agência Estado

Os óbitos por violência mostraram elevação crescente no País entre 1990 e 2002, regredindo um pouco até o ano passado, segundo mostra a pesquisa Estatísticas do Registro Civil divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa não detalha o tipo de causa do óbito violento mas, segundo o IBGE, "entende-se que o mesmo esteja relacionado a homicídios, suicídios, acidentes de trânsito, etc".

No Brasil, enquanto a proporção de óbitos masculinos relacionados a causas violentas em relação ao total de óbitos se elevou de 14,2% em 1990 para 16,2% em 2002, em 2007 essa proporção passou a ser de 15%. Entre as mulheres, segundo a pesquisa, essas proporções "se mantiveram praticamente estáveis ao longo de todo o período", em torno de 4%.

Em São Paulo, no ano passado, a proporção de óbitos violentos masculinos em relação ao total de óbitos era de 14,8% em 2007 e no Rio de Janeiro, de 14,7%. O Estado com maior proporção era Rondônia (27,6%) e o menor, o do Piauí (8,9%). Segundo alertam os técnicos do IBGE no documento de divulgação da pesquisa, "as baixas proporções verificadas entre os Estados da região Nordeste devem ser consideradas com ressalvas, por causa de elevados índices de subnotificação de óbitos prevalecentes na maioria de seus Estados".

O estudo mostra que a proporção de óbitos violentos ocorre especialmente na camada mais jovem da população, especialmente para o sexo masculino. Em 2007, do total de óbitos masculinos na faixa etária de 15 anos a 24 anos, 67,7% ocorreram por causa violenta. Em 1990 esse porcentual era de 60% e em 2002, chegava a 70,2%. Entre as mulheres, enquanto 28% dos óbitos entre vítimas de 15 anos a 24 anos estavam relacionados a causas violentas em 1990, esse porcentual subiu para 34% em 2002 e ficou praticamente estável (33,5%) em 2007.

Ressalvas

Segundo afirmam os técnicos do IBGE no documento de divulgação da pesquisa, "as informações sobre mortes por violência levam a inferir que a mortalidade por causas violentas, particularmente entre os homens, é extremamente elevada, apesar da tendência de início de declínio observada a partir de 2002". "Além disso, ao contrário do que é freqüentemente divulgado pela mídia, a questão da violência, especialmente entre os jovens, não se restringe apenas às áreas consideradas as mais dinâmicas do País.
  1. Violência

  2. no 

  3. Brasil 

  4. matou

  5. 68 

  6. homens

  7. por

  8. dia

  9. entre 

  10. 1998

  11. e

  12. 2008.

 

Acidentes de trabalho causam 3 mil mortes por ano no Brasil

Do Diário OnLine
Com Agência Brasil




Em 2009, 198 homossexuais foram assassinados, aponta entidade

 
 

Em 2009, a cada dois dias um homossexual foi morto no país. É o que aponta o relatório divulgado este mês pelo Grupo Gay da Bahia (GGB). A entidade realiza o levantamento anualmente, baseado em casos divulgados pela imprensa nacional e regional. O número total de mortes no ano passado foi 198, mas nos dois primeiros meses de 2010 já foram documentados 34 homicídios
Segundo o fundador do GGB, Luiz Mott, os números podem ser ainda maiores
já que não há estatísticas oficiais sobre o assunto.

ESTATÍSTICA INDESEJADA

18 de fevereiro de 2010 | 
N° 16250

Carnaval deixou 31 mortes no trânsito

Total de vítimas registrado durante o feriadão é o maior desde 2002

Trinta e uma pessoas perderam a vida no trânsito durante o Carnaval no Estado. É o maior número desde 2002, quando 37 morreram no feriadão. Mas o que impressionou autoridades policiais que fiscalizam as rodovias estaduais e federais foi o aumento brusco em relação ao ano passado, em que 13 foram as vítimas no Rio Grande do Sul, um aumento de 138% no total de mortes.

 

Violência no Brasil: 

50 vezes mais mortos que na Faixa de Gaza

Acidentes de trabalho causam 3 mil mortes por ano no Brasil. - Pedro Peduzzi - Agência Brasil

Expectativa de vida

Mortes no trânsito mostram que motoristas não estão preparados para dirigir, diz especialista

É.

Eu não me canso.


 
RECADO
Gonzaguinha
 Se me der um beijo eu gosto
Se me der um tapa eu brigo
Se me der um grito não calo
Se mandar calar mais eu falo
Mas se me der a mão
Claro, aperto
Se for franco
Direto e aberto
Tô contigo amigo e não abro
Vamos ver o diabo de perto
Mas preste bem atenção, seu moço
Não engulo a fruta e o caroço
Minha vida é tutano é osso
Liberdade virou prisão
Se é amor deu e recebeu
Se é suor só o meu e o teu
Verbo eu pra mim já morreu
Quem mandava em mim nem nasceu
É viver e aprender
Vá viver e entender, malandro
Vai compreender
Vá tratar de viver
E se tentar me tolher é igual
Ao fulano de tal que taí
Se é pra ir vamos juntos
Se não é já não tô nem aqui

Como se alguem ligasse. O PT liga???? O PT fala a verdade? O PT tem um governo? Fala sério meu. Eu acho otimo terem que provar...Isso dito por um petista fanático, so vem a meu favor. Vamos começar a mexer nos bolsos, cidadãos de Santa Catarina e espeicialmente Florianopolis. Minha Indenização será bem substanciosa e a de minha filha também. E quem vai pagar? Os contribuintes de Santa Catarina, que elegendo ou nao quem esta no poder, arcarão com o custo das cagadas feitas pelo governo do Estado por 2 anos, no que diz respeito ao sistema carcerário do Estado. Hoje o DEAP, manda mais que o Judiciario, desobedecendo diariamente ordens dadas por juizes e promotores. Sei quanto a posição do MP. Impecavel. A VEP de Floripa perde um grande promotor, ficando eu que nao utilizo mais esta promotoria na expectativa que o outro promotor que deve assumir definitivamente (dois anos com susbstitutos...afff o titular da promotoria, trabalha junto ao procurador do Estado. Estranho? Muitissimo. Conflito total de interessses. Mas...O PT Reina. Então se tá bom pros amigos, nao vamos meter a mao e deixar do jeitinho podre que está. Afinal, a lei é so para os inimigos)..... que o proximo esteja à altura do Promotor que deixa a VEP, que manteve uma conduta invejavel durante minha peregrinação. Muitas vezes o vi tendo que fazer valer sua AUTORIDADE LEGITIMA. Isso serve para a sra. JUliana Borges Medeiros, (DEAP) que de forma descarada, mudou constantemente as ordens assinadas pela juiza da VEP. Quanto as atitudes de ambas não me cabe julgamentos. Mas vejo como no minimo estranho, uma juiza, mandar cumprir uma ordem, assinar, sair no site do tribunal, no dia 2 de junho, e no dia 5 a ordem ser totalmente desobedecida por uma funcionariazinha do DEAP, que se muito deve ter o segundo grau. Nao vejo autoridade nem limites. Não vejo verdade. Não vejo transparencia. Nao vejo como admitir legitimidade neste juizo. A não ser que veja a punição aplicada a esta garota do DEAP. Pelo proprio juizo, por descumprimento de ordem judicial. A lei não é pŕa todos? E finalmente estou livre, pra livrar o sistema da escrivã da vara de execuções penais, que possui por hobby, ESCONDER, petiçoes de detentos e somente anexa-los aos autos, quando oobjeto pleiteado, ja estourou seu prazo? Não é assim D. Rita? Quantas sindicancias a sra. ja responde? Bem, pode acreditar, que a minha, fará o tribunal chorar. E creio ser a sra. pessoa de de confiança do juizo certo? A sra. continua mantendo as "duas caixinhas" que meexplicou que possui? Uma para petições e outra pra "pedidos"? (?????) Esta explicação a sra. Rta, escrivã da Vara de execuções me forneceu quando a questionei de uma PETIÇÃO feita por advogada no dia 18 de outubro, e o qual foi anexado aos autos dia 3 de dezembro, conforme o site do tribunal assinala. Estamos falando de Lei? De ser cumprida? Começemos pelos Judiciarios (SC não deve ser o unico com tanta porquisse...) Porém, eu sou teimosa demais pra desistir. Portanto a hora do confronto esta chegando. Falta so mais um pouquinho. E depois, quem puder mais de nos todos, que chore menos. Não sou tucana, sou anarquista. Não tenho Partido. Mas a mentira, oengodo, a cara de pau, não é invençãodo Serra, nao é mesmo companheiros? Alias, nada mais foi noticiado do cancer da candidata Dilma. Ficou boazinha santa? Foi como eu disse. O gfolpe não daria certo. Quem vai votar numa presidente moribunda? Fiquem de olho no vice. Este sim, é que deve governar. Ou foi uma estratégia tentada, que ao lerem o que escrevimudaram a estratégia? viu como soube aprender a lição de casa caro "ex campanheiro Luiz Inacio?"Trabalhar as basese, e ler nas entrelinhas. Ver as mensagens subliminares. Logo, este tiṕo de coisa não é invenção do Serra. Aliás, o PT nunca fez muita questão de provar nada. Pq nunca conseguiu fazer nada. E seguiu por este tempo todo alem de só fazer merda, como sempre, serviu-se a vontade e continou a bater continencia com o chapéu alheio. Bem coisinha de Petista mesmo. E não sei qual o o problema do PT ser vinculado as FARC... aFINAL, EU QUE SOU RELES MORTAL, tenho um BO afirmando isso por uma agente prisional. Praqnoica , doida e espacadora de detentas é bem verdade. Além de outras coisitas mais que a ajudam a ficar ligadona.. Mas que parece que tanto quis um cargo, que dançou nele... passaram a rasteira nela. Trocaram apenas 6 por meia duzia. mas ela não pegou o cargo que tanto queria (graças a Deus, pelas detentas. Embora a outra não fique atras em espancamentos. Quer a noticia novamente sra. agente que hoje assumiu o cargo "inexistente" de chefe de segurança? Creio ser desnecessário. Pq como diz esta matéria, quem diz, temque provar. Eu tenho as provas. E nós todos sabemos disso. Ficou muitoooooooo feio pra voces a audiencia que tivemos, e que graças a Deus, foi a ultima vez que tive que ver a cara de voces contra minha vontade. Agora, so nos veremos quando e se EU quiser. O BO da doida, feia, gorda e desprezivel foi arquivado... Lá vem indenização. E na hora em ue eu postar os Bos dado por voces, avisarei a todos, para divertirem-se das insanidades cometidas, por quem tem aquele buraquinho, que que tem tem medo....So conseguem me fazer rir. E realmente, depois de ler isso nos anais (Blog Petista que eu sigo pra tirar estas pérolas e critica-las), só conseguem dar-me uma importancia que realmente não tenho. O recado está dado. Meus dias e noites sem dormir acabarqm. Bem vindos ao Clube da Insonia.... Pq agora é com voces esta parte.... eu durmo hoje o sono dos justos. Pois continuo não tendo uma pesssoa, viva ou morta, que assombre meus sonhos. Já voces.. duvido que tenham este privilégio. Sayonara





 Quem é brasileiro e tem por votla de 30 anos de idade, já se deu conta que certas  pessoas não ligam muito para a lei do país. É que existe uma certa "casta" que está acima do bem e do mal.
Alguns integrantes políticos desta casta sabem que podem fazer propaganda eleitoral fora de seu Estado e fora do prazo, com dinheiro de empresas públicas, que nada lhes acontecerá.
Também sabem que podem fazer propaganda de seu candidato à Presidência em discursos proferidos por Governadores atualmente no cargo.
Não tem problema porque só vão multar um determinado partido. O outro passará ileso. Como se nada tivesse acontecido.
Afinal, sabemos que a lei é igual para todos.
Mas a gana de um certo político em surrupiar o ordenamento legal e o conduzir como bem entende, chega a ser fenomenalmente estapafúrdia.
No Brasil, se você acusa alguém de alguma coisa, tem que provar.
Na tucanolândia isso não funciona assim.
O papa-capim e o Serra vão na TV, vão nos jornais acusar o PT do que querem acusar. Não apresentam provas, não apresentam indícios. Não precisam, eles acham.
E ainda dizem que o PT é quem deveria sair correndo atrás deles, balançando uma palelada na mão e dizendo "pelo amor de Deus, me escutem. Eu não tenho nada com as FARC".
Serra está enganado.  Especialmente porque tentar provar um crime que não cometeu, seria o comportamento de quem está atrás nas pesquisas. E não de quem está na frente.
Se os demotucanos acusam, que provem. Mas deviam parar de se comportar como quem vai vencer fácil a eleição. Não tem nada mais distante disso, atualmente.

sexta-feira, 23 de julho de 2010



As críticas não me abalam,os elogios não me iludem...
Sou O que Sou e não o que Pensam &  Falam... 
Vivo o presente, temo O & pelo futuro
sendo o  PASSADO  uma roupa
que
NAO
me 
serve
mais.
       AMO quem me ama... 
e  DANE-SE quem me odeia ou inveja. 
Afinal, é vero quando digo, 
que inveja é veneno que se toma,
esperando que o outro morra...
:)

Como sempre digo: o PT era mil vezes melhor na O P O S I Ç Ã O. Quando estão no phoder...


  


by Deise

Estive recentemente na cidade onde divido meus dias entre ela e floripa.
E obviamente se desejo, vou ficar.
Uma cidade onde conheço todos e todos me conhecem.
A cidade onde cresci. E onde aprendi a ser "uma boa dona de casa", coisa que nunca fui. Mas aprendi a fazer tudo que uma "esposa" faz... costurar, bordar, pintar.
Onde conclui meu ginásio com louvor. Onde eu disse poesia em palanque para o primeiro prefeito da cidade. Onde eu, por meu tom de voz, lia semanalmente todo o texto da missa. Onde há pessoas que eu gosto e outras que ignoro. 
Onde morreu meu primeiro namoradinho de escola em meus 14 anos.
Onde eu confio na policia e não os temo como em tantos lugares.
Uma cidade onde fica facil entrar na prefeitura e reclamar diretamente ao prefeito. Mesmo quando ele nao quer ouvir.
Enfim, uma relação estranha possuo eu com esta cidade.
E lá estou eu indo novamente.
E como em todo o país, viver o clima de eleições.
E por falar nisso....
Nunca vi a cidade tão SUJA, ou melhor. Suja. coisa que nunca foi e até recentemente, a prefeitura nao possuia gastos com garis. Onde estão os amor-perfeito do centro? Os canteiros com flores e não inço?

Entulhos pleas ruas Professor Miguel? 
Algum concurso para ver quem avacalha mais depressa com a cidade a qual estão governando?
Não é uma decepção para mim este igual (des)governo na cidade. 
Apenas o discípulo imitando o mestre...
Mas
MENDIGO NA CIDADE prefeito? 
Fala sério!!!!
Nada contra o mendigo, mas sim contra qualquer mendicancia.
Recentemente ouvi de uma pessoa da prefeitura,
creio eu em tom de brincadeira, de que ele tem o "direito de ir e vir" e que que ele gostou da cidade e nao vai mais sair.
Bem, quanto ao direito de ir e vir, indiscutivel. DESDE que a criatura tenha de onde vir e para onde ir. E não fique passeando fedendo pela cidade, dependendo da caridade alheia.
Isso é direito? É digno? Vemos cidadania nisso?
Se o prefeito decidiu deixa-lo ficar, pois que acione a Assistencia Social, providencie um banho, um albergue, e de preferencia um emprego para que esta criatura não assombre os sonhos de alguma criança quando mae disser "nana nenê, que  o velho do saco vem te pegar...."
Isso talvez compense, o fato, de por ordem judicial, o sino da Igreja não bata mais quando fecha uma hora. Perlo que sei, as badaladas marcando as horas incomodam a uma autoridade.
E estamos sem as horas.
Espero que a mesma autoridade não decida também, impedir que o sino bata quando falece alguem.
Não gostaria de viver na MINHA cidade, governada por estrangeiros, que abusando do poder que possuem, intimidam a sociedade e inventam moda na cidade.
A cidade é pra ser como sempre foi.
E quem não estiver satisfeito faça como eu: caia fora. 
E volte quando estiver a fim de viver de acordo com os costumes da cidade.
Gostando ou não.
Expor opiniões é uma coisa. Determinar algo coletivo, que agride a comunidade em seus hábitos é outra.
Não aceito esta decisão tomada por uma unica pessoa.
Está na hora de um abaixo assinado, pedindo a volta do sino, antes que a população se acostume, e comece a "achar" que do jeito que está esta bom.
Enfim, o que chamam de " progresso" também ja instalou-se na cidade.
E com ele, dogs nas ruas.. mas temos uma ong prefeito?
Sim.
Então recolham os animais. Coisa também I N A C R E D I T A V E L para quem cresceu com a cidade.
Li num jonal local a infeliz declaração do Secretário de Saude  afirmando quanto aos medicamentos doados pelo gtoverno que "a expectativa" era de que dobrasse o numero de remedios concedidos... O que me recuso a comentar a gafe.
Mais gente doente?
Aff....
Tambem medicos receitando Haldol para pacientes com pressão alta...
Tenho certeza que o diploma é Boliviano.
De qualquer forma, nada é tao grave que impeça minha permanencia. Porem vejo que tenho muito a fazer, além de meus dois projetos em franco andamento. O fechamento de um PAC com o governo do Estado que nada mais é do que formar um convenio para dar emprego para detentas e albergadas.
E o outro, que também é meu xodó, o Espaço S&R.
(Serenidade & Recuperação)
cujo corpo clinico e técnico ja esta sendo montado e a ideia é em tres meses estar funcionando.
O crak (que em meu entendimento nunca foi droga. Mas as raspas dos chifres de satanás) ja se apossou de algumas boas almas....

O trabalho das detentas, será uma grife de roupas voltada para a elite, feita pela mao de obra carcerária. Que diferente do Estado de SC, SERÃO PAGAS, religiosamente.
Pq em nosso Estado, as coisas são assim.
E se nao sao a gente faz ficar.
Enfim, vejo que muito ha ainda o que fazer. Isso me anima, quando penso que com 50 anos estaria eu a fazer aquilo tudo que me referi acima: sobraria bordar ,fazer tricô ou tomar cha com alguma amiga.
Tenho sim, o compromisso de tomar o cha com uma pessoa. Estou na divida.
Os dias seguem, e meus planos tambem.
Sigo com minhas obrigações e falta bem pouco para tudo ir para os lugares.
Se os certos eu não sei.
Ninguem vive um temporal destes e sai ilesa.
Em muitas coisas me modifiquei. 
Especialmente, fiquei menos mole. E sem remorso por ser assertiva e dizer o que tem que ser dito.
Antes eu ainda escolhia as palavras e tentava ser o mais gentil possivel (assertividade nunca soa bem).
Hoje se ique sou capaz de muitas coisas e nunca mais serei a mesma Deise de outrora. Nem poderia.
Mas não é de todo ruim.
Não me matou. Portanto estou mais forte.
Eu sobrevivi.
conheci uma serie de novos integrantes.
Estive (Não to mais???) de marisco, na linha entre
Policia & Policia.
Escapei.
Os piores dias ja passaram.
E eu prevejo bons ventos.
E mares bem tranquilos...

___________________Como se comigo, isso fosse algum dia possivel.

Esconderijos do tempo


 

 
" Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto
alimentam-se um instante em cada par de mãos e partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti..."

(Mário Quintana)

quinta-feira, 22 de julho de 2010


Adicionar legenda

O maior castigo para aqueles que não se interessam por política é que serão governados pelos que se interessam (Arnold Toynbee, historiador britânico, 1889-1975)

Qual Oposição????

Esta é do Estadão:


Tucanos e democratas estão diante de um problema que esperavam evitar: fazer oposição a Lula. Mais complicado ainda: precisam descobrir rapidamente como fazer isso, depois de terem passado muito tempo achando que José Serra seria uma espécie de sucessor natural de Lula.
Assim, tucanos e democratas, formalmente na oposição, não construíram uma alternativa consistente a Lula. Temendo a popularidade do presidente, deixaram para lá um outro programa. O eleitor saberia que Serra tem "biografia" muito superior à de qualquer nome que o PT pudesse apresentar. Dilma Rousseff, então, uma "sem biografia", seria moleza enfrentar.
Mas agora, uma vez que Lula não deixa Dilma só na campanha e demonstra que a coisa é, sim, com ele mesmo, tucanos e democratas se perguntam: do que mesmo a gente não gosta nesse governo?
Eis o ponto: não é que PSDB e DEM farão abertamente ataques que deixavam reservados, precisam definir quais pontos serão atacados e quais alternativas, propostas. Por exemplo: Serra tem atacado os juros altos e o real valorizado, mas não diz como vai resolver a coisa. Não é trivial. Uma redução, digamos, rápida e forte dos juros, combinada com uma desvalorização do real, traria pressão inflacionária e redução do poder aquisitivo da população.
O candidato tem sugerido nas suas entrevistas que saberá como administrar isso. Parece acreditar que os juros são excessivamente elevados por causa de barbeiragens do Banco Central (BC) de Henrique Meirelles, o que tornaria a solução muito fácil. Bastaria um BC mais esperto.
Muita gente, porém, acha que, se fosse tão simples assim, obviamente os juros já estariam lá embaixo. O problema parece mais complexo, tendo que ver com múltiplos fatores, tais como endividamento público elevado, baixa capacidade de investimento do País, indexação de preços ainda muito ampla, falta de conversibilidade do real. Mas não há nenhum programa tucano-democrata sobre isso.
De novo, aqui, o candidato e seu pessoal dizem ao eleitor: acredite, Serra sabe fazer. Ora, Lula diz: eu estou fazendo, crescimento forte com inflação baixa, e Dilma vai fazer igualzinho. Dilma repete: não se mexe em nada na política econômica, os juros já caíram muito e vão cair mais com o tempo.
Em quem o eleitor acreditará?
José Serra também revelou algum desconhecimento sobre essa história de bancos centrais. Disse que gostava do modelo chileno, no qual, acrescentou, o ministro da Fazenda participa da decisão sobre a taxa básica de juros.
Errado. O ministro da Fazenda lá pode participar das reuniões do BC, pode falar, mas não vota. Além disso, o BC chileno tem sua autonomia e independência garantida pela Constituição. Seus cinco diretores, indicados pelo presidente da República e eleitos pelo Congresso, têm mandatos de dez anos, podendo ser demitidos apenas em circunstâncias excepcionais, mediante processos legislativos e jurídicos. E mais: os mandatos dos cinco diretores não coincidem, mas vencem a cada dois anos. Assim, num governo de cinco anos, o presidente indica apenas dois diretores do BC.
Trata-se de um dos bancos centrais mais independentes do mundo - exatamente o contrário do que Serra vem pregando.
Como essa, há diversas outras questões fortes para as quais tucanos e democratas não têm proposta. Eles criticam o "aparelhamento" do governo Lula, que é um alvo, mas o problema maior é o inchaço da máquina pública e os frequentes reajustes salariais concedidos a todas as categorias.
Continua assim, se a oposição vencer? Ou há algum programa de redução do número de funcionários e/ou reforma administrativa? Reforma da Previdência?
No Congresso, tucanos e democratas têm votado a favor de festivais de reajustes salariais e aumento de gasto público. Como podem falar em austeridade nas contas públicas?
De novo vem a conversa do candidato que sabe fazer.
Falam em carga tributária elevada, mas onde está o compromisso com uma redução de impostos, tema que certamente tem o interesse da classe média? Ou haverá esse compromisso?
E assim vai. Tucanos e democratas acreditavam que o eleitor saberia que Serra faria um governo melhor que o de Dilma. Agora, precisam convencer o eleitor de que Serra fará melhor do que Lula. Vão precisar mostrar mais argumentos que a biografia.
Serra corre o risco de 2002, invertido. Lá atrás, não queria ser o candidato da situação, mas não tinha como ser da oposição, da mudança. Agora, não quer ser oposição a Lula, mas não tem como ser como a situação, a continuidade.
Petrobrás. No dia 9 de junho, em Natal, o presidente Lula disse que as refinarias de petróleo em construção no País não seriam feitas, se a decisão dependesse da Petrobrás. O parecer técnico da estatal, segundo o presidente, sustentava que as refinarias existentes já davam conta da demanda. E esse é mesmo um ponto de vista bem espalhado não apenas no Brasil, mas no mundo - de que há capacidade suficiente nas refinarias.
Mas Lula mandou fazer. Em Natal, disse que foi uma "decisão de governo". Mas algum tempo atrás, em entrevista ao jornal Valor Econômico, menos modesto, havia dito que mandara mudar os planos da Petrobrás. Segundo o presidente, as refinarias são necessárias para gerar atividade econômica no País e para a exportação. Uma tese, mas o que ocorre se o parecer técnico da Petrobrás estiver correto, de que haverá excesso de capacidade? As refinarias aqui ficarão ociosas, sendo, pois, um mau investimento.
O governo Lula está impondo enormes tarefas e, pois, investimentos à Petrobrás, que precisa de financiamentos e capital para tudo isso. E a estatal já parece atrapalhada com isso tudo, como sugerem as confusões em torno da capitalização.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Grão

Eu xonada. Djavan pra fazer parte. E minha bi polaridade está a 1000...

 Eu Te Devoro

Djavan

 

 
Teus sinais
Me confundem
Da cabeça aos pés
Mas por dentro
Eu te devoro,
Teu olhar
Não me diz exato
Quem tu és
Mesmo assim
Eu te devoro...

Te devoraria
A qualquer preço,
Porque te ignoro,
Te conheço,
Quando chove ou
Quando faz frio,
Noutro plano
Te devoraria
Tal Caetano
A Leonardo DiCaprio...

É um milagre,
Tudo que Deus criou
Pensando em você,
Fez a via-láctea
Fez os Dinossauros,
Sem pensar em nada
Fez a minha vida
E te deu,
Sem contar os dias
Que me faz morrer,
Sem saber de ti
Jogado à Solidão,
Mas se quer saber
Se eu quero outra vida
Não! Não!


Eu quero mesmo é viver
Pra esperar, esperar
Devorar você...

Viver, viver
Pra esperar você,
Quero viver
Pra esperar você,
Quero esperar você...

Ala de Rei. E é só.

      “Xadrez Dojo” um blogue a não perder!


Cruzei-me com um blogue de que nunca tinha ouvido falar – Xadrez Dojo. É seu autor o jovem brasileiro, Daniel Brandão, de 20 anos.




Fiquei agradavelmente surpreendido. Para dizer a verdade não é com frequência que encontro um blogue de um xadrezista que fala de si próprio e da sua forma como aborda o tabuleiro, além de outros comentários, bem interessantes por sinal.
Escreve de forma despreocupada e serena, revelando uma maturidade acima da mediania que nos rodeia, própria do ambiente que pretende trespassar, desde logo pela escolha do próprio título do blogue – Xadrez Dojo.
A escolha, para cabeçalho, do interior de um templo budista japonês não é, por isso, estranha. Apresenta o tabuleiro interior do ser humano, onde as emoções precisam de ser sublimadas num equilíbrio harmonioso. Seja ele praticante ou não do budismo zen, Daniel descobriu que o equilíbrio passa pela harmonia dos contrários e não pela utilização da força.
É interessante anotar que tenho conhecimento de um conjunto significativo de xadrezistas que começam a abordar o xadrez pelo lado zen. Não como uma prática religiosa, mas uma disciplina interior que controla a mente. A meditação é um bom exemplo do que acabo de afirmar.
Permito-me remeter os leitores para o blogue e descubram o seu

autor e os
seus textos, não sem sugerir a leitura atenta do artigo A importância do xadrez. Para mim, o mais importante deste texto não são os aspectos relevados do livro de Rubens Filguth, mas dois parágrafos bem elucidativos onde comenta a “sua visão” do xadrez. Escreve Daniel,

Escolhi um trecho do livro para publicar aqui e, embora seja um tanto lugar-comum, enumera precisamente as habilidades cognitivas aprimoradas pela prática do xadrez. Ao ir mais além no livro acreditei facilmente nas conclusões dos estudos, mas não fica claro uma circunstância muito importante: para que haja um real desenvolvimento por meio do xadrez é preciso haver competição.(…)
Há alguns meses fui chamado para uma entrevista no Colégio Catarinense de Jurerê, para atuar como professor de xadrez. Na verdade, certamente o que o colégio queria era um professor que fingisse que ensinasse xadrez para vender a tal aula para os pais dos alunos, pois a aula consistia em um reforço às aulas de matemática (?), não em parte da educação desportiva dos alunos. Até agora não li nada que afirmasse isso no livro, mas afirmo sem dúvida alguma: o xadrez só traz benefícios em proporções significativas quando é usado em ambiente competitivo. Como jogo, que expõe o jogador à dor da derrota e oferece a satisfação da vitória, o xadrez estimula o praticante a tornar-se cada vez mais hábil e preparado (psicologicamente) para as difíceis situações de competição.(…)
Nenhuma dessas habilidades é específica do xadrez, mas elas são, todas, parte do jogo. A beleza do xadrez como ferramente pedagógica é que estimula as mentes infantis e as ajuda a construir essas habilidades enquanto estão se divertindo [para mim, o que faz a diversão do jogo é justamente a subversão do velho e inadequado lema "o importante é competir" (?). O importante é vencer - porém sem deixar de lidar com os resultados dignamente. É competindo pra valer que o jogo é realmente divertido, e é com essa visão que faz-se possível desenvolver altas habilidades no xadrez - D.B.]. Como resultado, as crianças se tornam pensadoras mais críticas, resolvem melhor os problemas e produzem decisões mais independentes.”

E este outro comentário no artigo Pensar menos e viver mais,


Tantas teorias, tantas palavras rebuscadas, tantas verdades… pra quê? Na hora de fazer as coisas acontecerem essas teorias só servem pra ficar, desgraçadamente, retumbando na minha cabeça e tirando minha concentração. Minhas idéias sobre a força de um jogador, por exemplo, talvez não sejam ruins e podem até servir para se orientar como treinador ou professor, mas não tem nada de valor prático. Conhecê-las não muda em nada a capacidade de conseguir o que se quer, o que praticamente anula meu esforço em sua formulação.
Depois do último torneio não me senti derrotado, mas sim ridículo por falar em teorias mirabolantes sobre a realidade das coisas e ser incapaz de seguí-las, defendê-las ou ser um modelo de sucesso. Me senti ridículo por ter a pretensão de dominar a grande verdade das coisas no xadrez, mais ridículo ainda por acreditar que teorizar tudo pode ser útil pra alguma coisa e insuportavelmente ridículo por minhas idéias parecerem ter sido tiradas de algum manual de auto-ajuda. Se idéias assim não forem mais lidas aqui no blog, não é mero acaso…

Uma agradável surpresa. Daniel continua a escrever e não te preocupes com a popularidade porque o caminho – a Via – que escolheste não é fácil nem popular.


Para aqueles que não querem pensar existe o alimento dos templos.

(Ditado popular tibetano)

Como diz o velho chavão: Podemos enganar poucos por muito tempo, muitos por pouco tempo. Mas jamais conseguiremos enganar todos, o tempo inteiro.. As Máscaras sempre caem.....

by deise

Será que finalmente algum veiculo de comunicação vai ter a sensatez e decoro, para fazer seu unico e principal papel:
INFORMAR.
Preferencialmente a VERDADE.
Sem importar-se com as quantias pagas pelos governos em anuncios chamados "institucionais" e nos governos mais cara de pau, sem ser institucionais   mesmo.
Pensem menos em dinheiro desonesto gasto por  politicos, com dinheiro da população. A mídia é tao porca q1uanto eles, pois aceita estes valores. Tem cada um seu preço. Pena o preço nao ser moral.  Infelizmente, é financeiromesmo..
Seria de bom tom, lembrarem-se do "juramento" fundamental ao formar-se jornalista:
FALAR A VERDADE.

Mas isso já é outra história, não é colegas????




Com certeza não é o único. Conheceram grandes mestres que graças a Deus, ja estao junto dele. 
Mas vamos combinar....
SE somente ele é bandido eu nao afirmo.
Mas é o MAIOR.
Porque é mentiroso.
Porque é um engodo.
Uma farsa.
Como sempre foi.
Por ter feito parte do PT e conhecer seus bastidores afirmo com certeza:
O PT é muito pior do que os outros: Os outros "sacaneiam" os inimigos.
O PT os proprios companheiros.
Alguma dúvida do que digo?
Peçam papeis.
Abram "sindicancia" (alias, coisa que o PT adoraaaaaaaaaaaaaaa).
Estarei como sempre a disposição.
Da verdade.
Mas por favor, nao me façam perder tempo com reuniões. Que servem unicamente para marcar a proxima reunião. (o PT adora uma reunião para nao ficar nada decidido)
A segunda coisa que o PT mais adora depois de "abrir sindicancias quando arde no dele". Sindicancia é coisa de canalha que sabe muitoooooooooo bem o que esta acontecendo, e durante a sindicancia vao desenhando e pintando o quadro conforme lhes convem.
coisa de quem JAMAIS A AMITE O ERRO.....
Eis o descaramento do Presidente, ao debochar em rede Nacional do TRE.
Se ele chegou a fazer o que fez, vamos esperar o que sobre o que?
Como eu disse:
  Tenho meu passaporte italiano e sou uma anarquista politica... Graças a Deus.
So aguento isso tudo enquanto eu quiser.
Pena nem todos terem a mesma sorte.
É possivel, que dentro do atual quadro politico, viver na Africa, seja ainda 100% melhor.

STF custará R$ 2 milhões por dia em 2018.

       O Supremo Tribunal Federal (STF) tem um orçamento de R$ 714,1 milhões previsto para este ano. O montante representa um custo de...